Albert Sabin é modelo para hospital infantil do Amapá

20 de agosto de 2015

O Hospital Infantil Albert Sabin, da rede pública do Governo do Estado, recebe até sexta-feira, 21, a visita técnica dos profissionais de saúde do Hospital da Criança e do Adolescente (HCA), do Amapá, para conhecerem o processo de funcionamento e assistência do sistema de Classificação de Risco, baseado no Protocolo de Manchester, na Emergência do Hias. O grupo é formado pela diretora do HCA, a pediatra Zoraima Maramalde, e pelos enfermeiros Antônio Sérgio Costa de Andrade, responsável pelo acolhimento dos pacientes no hospital, e Silvana Rodrigues da Silva, coordenadora do Núcleo de Educação Permanente.

 

O Albert Sabin foi indicado pelo Ministério da Saúde como modelo para implantação do mesmo sistema de classificação de risco no Pronto Atendimento Infantil do HCA. O Hospital Infantil Albert Sabin é referência Norte/ Nordeste em atendimento a crianças e adolescentes com doenças de alta complexidade. “Só existem dois hospitais públicos infantis que trabalham com classificação de risco no Brasil, o Albert Sabin é um deles. Nós viemos atrás disso, de um hospital de referência. Ver como o hospital faz o acolhimento, a classificação de risco, conhecer o processo”, disse Zoraima.

 

A equipe chegou a Fortaleza nesta quarta-feira, 19, quando na mesma tarde iniciaram a visita técnica no hospital. O grupo é acompanhado pela coordenadora da Emergência, a pediatra Liduina Jalles, e a coordenadora de Enfermagem da Emergência, a enfermeira Cândida Rebouças. “A gente tem uma equipe muito capacitada; já fizemos a reestrutura da área física, do processo, das pessoas. O nosso objetivo é ser a melhor Emergência pública em pediatria no país”, fala Liduina.

 

Dentre a qualidade dos equipamentos e do serviço de triagem, os visitantes amapaenses destacaram o compromisso e o envolvimento dos profissionais do Hias como um exemplo de sucesso. “A questão do trabalho em equipe… Todo mundo sabe qual a sua função e está inserido no processo”, comentou a enfermeira Silvana Silva. O colega, Sérgio Costa, complementou: “A gente percebe que eles amam o que fazem, o que é o diferencial”.  

 

Com a reestruturação do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Albert Sabin, realizado em dezembro de 2014, foram construídas uma sala para prescrição dos médicos e internos e uma de acolhimento para Classificação de Risco na Emergência como também, reformadas as salas de Observação e de medicação e ampliada a de Reanimação (Sala de Estabilização). A equipe clínica e técnica do Hias, por turno (manhã/ tarde/ noite), é formada por seis médicos, sete enfermeiros, 16 técnicos de enfermagem e uma assistente social. Até o mês de julho deste ano, o Hospital já realizou 24.040 atendimentos na Emergência, que funciona 24 horas.

 

 

Foto: Assessoria de Comunicação do Hias

 

 

20.08.2015

 

Assessoria de Comunicação do Hias
Helga Santos
(85) 3256-1574
imprensa@hias.ce.gov.br
t: @albertsabince
f: albertsabince

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado – Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br
 (85) 3466.4898