Izolda Cela prestigia inauguração da primeira estação de bombeamento do São Francisco

21 de agosto de 2015

A vice-governadora do Estado, Izolda Cela, e o secretário de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, participaram nesta sexta-feira (21) da inauguração da primeira estação de bombeamento e de 45 km de canal do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf), na cidade de Cabrobó, em Pernambuco, realizada pela própria presidente Dilma Rousseff. O trecho começou a funcionar em fase de testes na semana passada, com investimentos de R$ 625 milhões. São 25 metros cúbicos de água aduzidos por duas bombas e percorrendo cerca de 50 quilômetros por gravidade até a segunda estação elevatória. “Essa estação vai pegar água embaixo do São Francisco, levar ela para cima, e a partir daí temos um canal já pronto de 45 a 46 quilômetros. Esse canal do Eixo Norte vai permitir armazenar água nos canais e nos reservatórios que vão ficando prontos. Armazenar água garante que nos momentos em que houver seca, nós possamos fornecer água para a população, tanto para acabar com a sede da população quanto para dar água aos animais e para as plantações”, disse a presidente em entrevista à imprensa local.

 

Ao todo, o projeto completo da Transposição do São Francisco está com 77,8% das obras concluídas e terá 477 quilômetros de extensão, com previsão de garantir a segurança hídrica de 12 milhões de pessoas em 390 municípios espalhados pelos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Durante o evento, Dilma Rousseff ainda garantiu que o empreendimento vai virar realidade para os nordestinos até 2017. “Estamos concluindo todos os 477 km da integração do São Francisco até dezembro do ano que vem e essa é a maior obra de segurança hídrica do Brasil. Não controlamos o padrão de chuvas no Brasil, temos de conviver com ele. Acredito que essa obra vai mudar o Brasil nessa área do Semiárido. Vai garantir água para a região que, ao longo da história brasileira, tem sofrido mais a falta de água”, afirmou a presidente.

 

Transposição no Ceará

As águas do Eixo Norte da Transposição do São Francisco entram no Ceará através da barragem de Jati. Dali, seguem para o Cinturão das Águas (CAC). Quando for concluída, a obra vai contar com 1,3 mil quilômetros de canais, sifões e túneis que levarão água para 12 bacias hidrográficas do estado. No trecho 1, o equipamento vai beneficiar mais de um milhão de pessoas na Região do Cariri, atendendo diretamente às cidades de Jati, Brejo Santo, Porteiras, Abaiara, Missão Velha, Barbalha, Crato, Nova Olinda, Milagres, Farias Brito, Lavras da Mangabeira, Iguatu, Icó, Orós, Mauriti, Aurora, Cariús e Quixelô.

 

*Com informações do Blog do Planalto

 

 

21.08.2015

 

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa da Casa Civil
Governo do Estado do Ceará
(85) 3466.4898