Hospital Albert Sabin convida mães para doação de leite materno

15 de setembro de 2015

O único alimento completo para o desenvolvimento dos bebês nos primeiros meses de vida é o leite materno. No Hospital Infantil Albert Sabin, unidade da Secretaria da Saúde, 34 crianças estão internadas e sendo assistidas pelo Banco de Leite Humano, que no momento não tem estoque de leite suficiente. “Nosso estoque está abaixo do necessário. Por dia distribuímos 3,5 litros de leite e em nossas geladeiras só temos leite para cinco dias”, afirma Iraneide Valença, enfermeira do Banco de Leite. Atualmente, o banco conta com 20 mães doadores. “Para o atendimento ocorrer de forma tranquila precisamos de no mínimo 50 mães doando leite com assiduidade. Estamos hoje dando prioridade as crianças internadas que apresentam alto risco”, enfatiza.

 

Dos 34 bebês internados atualmente, 12 apresentam alto risco e 22 médio risco. No momento em que a oferta de leite humano pasteurizado não é regular para a demanda, as crianças com quadro clínico mais grave tornam-se prioridade para o consumo e desta forma, os demais passam a se alimentar com leite de fórmula. “As chances de recuperação de um bebê doente que consome leite materno é maior e mais rápida. O alimento é rico em nutrientes e anticorpos e com isso diminui o tempo de tratamento”, diz Iraneide Valença.

 

Doação pelo 08002804169

 

O Banco de Leite Humano do Hospital Infantil Albert Sabin conta com uma equipe disponível, de segunda a sexta-feira, das 7 às 17h, para atender gratuitamente às mães com dúvidas sobre amamentação e àquelas que desejam saber como doar o leite materno. As mães podem ligar para o 0800-280.4169 e obter informações e orientações sobre como retirar, armazenar e doar o leite. A coleta do leite doado é feita gratuitamente em domicílio.

 

A maioria das mulheres que estão amamentando produz leite em excesso, especialmente do terceiro ao quinto dia após o parto. A produção do leite depende do esvaziamento da mama e, quanto mais a mulher esvazia as mamas, mais leite ela será capaz de produzir. Para estocar, podem ser utilizados vidros de café solúvel esterilizados. O leite deve ser conservado no congelador por até 10 dias. E após descongelado, não pode ser congelado novamente.

 

 

Benefícios para a mãe e o bebê

 

Na amamentação, os bebês recebem os anticorpos da mãe para proteção contra infecções, principalmente diarreia e pneumonia. O leite materno diminui ainda alergias e obesidade. Além disso, está relacionado ao desenvolvimento da inteligência do bebê. A amamentar também é importante para a saúde da mulher. O sangramento após o parto é menor, assim como os riscos de desenvolver anemia. A mulher também corre menos riscos de câncer de mama, ovário, e ainda de diabetes e infarto. Além da mulher, toda a rede familiar pode apoiar a amamentação.

 

 

15.09.2015

 

Assessoria de Comunicação do Hias
Suzana de Araújo Mont’Alverne
(85) 3256-1574/ 9 9802.6980
imprensa@hias.ce.gov.br
@albertsabince
f: albertsabince

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula / Secretarias

 

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898