Canguru ajuda na saúde do bebê e fortalece vínculo com a mãe

18 de setembro de 2015

Geovana de Lima Silva está numa alegria só. E também ansiosa. A partir da próxima segunda-feira, 21, ela poderá, após uma nova avaliação médica, levar para casa o filho Daniel, com um mês e 10 dias de vida, que está sendo cuidado no Método Canguru do Hospital Geral Dr. César Cals, da rede pública do Governo do Estado. O Canguru é referência estadual para os recém-nascidos de baixo peso, que recebem todo auxilio para uma recuperação em parceria com a família e os profissionais.

 

“Estamos todos ansiosos para que ela volte logo para casa com o filho”, comenta Sílvia Helena da Silva, prima de Geovana. Ela e uma amiga estiveram no HGCC para passar um tempo com os dois. No método, que funciona em um local diferenciado, que não lembra um hospital, o bebê permanece junto ao colo da mãe para o fortalecimento do vínculo, aquecimento natural e favorecimento da amamentação, o que proporciona o maior ganho de peso e uma recuperação mais rápida. A enfermeira Natércia Bruno esclarece que a presença da família também é importante e contribui com o tratamento.

 

O cuidado com a mãe e o bebê no Hospital César Cals segue todas as etapas da gestão, nascimento e também após a alta, pois o recém-nascido continua sendo acompanhado nas consultas de revisão. É o que acontece com a mãe de Daniel, que após a consulta de pré-natal no ambulatório de alto risco do HGCC, onde fazia acompanhamento, foi encaminhada à emergência obstétrica do hospital e teve que ficar internada, para novos exames. Ela conta que os resultados indicaram o deslocamento da placenta e logo foi encaminhada ao centro cirúrgico obstétrico para a realização do parto.

 

“Depois que ele nasceu, precisou ser levado para a UTI neonatal, onde passou 12 dias por problemas na respiração”, lembra a mãe. Com a recuperação dele e o ganho de peso, ela recebeu a visita da psicóloga que convidou para fazer parte do Canguru, onde está desde o dia 20 de agosto. Para Geovana, “o mais importante aqui é que os profissionais nos ajudam a cuidar dos nossos filhos”. Ela destaca o respeito pelo momento difícil, dada à prematuridade e a oportunidade de aprender a cuidar sozinha do filho. Outras três mães também participam do método.

 

O Método Canguru, adotado no Hospital César Cals desde 1997, é uma estratégia definida pelo Ministério da Saúde para promover a desospitalização do recém-nascido, quando não precisar mais da ajuda de alta tecnologia, como respiradores e incubadoras, mas que ainda não está em condições de ir para casa. Uma equipe multiprofissional composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, nutricionista, entre outros, trabalha para promover a recuperação dos prematuros de baixo peso.

 

 

18.09.2015

 

Assessoria de Comunicação do HGCC
Wescley Jorge ascom@hgcc.ce.gov.br / 85 3101.5323 / 9 8828.7463
Facebook.com/HospitalGeralCesarCals
Twitter: @Hosp_CesarCals

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

 

Governo do Estado do Ceará
Coordenadoria de Imprensa – Casa Civil