Cineteatro São Luiz: Waldonys e Misael da Hora homenageiam Luiz Gonzaga

24 de setembro de 2015

Homenageando a música nordestina, especialmente o “Rei do Baião” Luiz Gonzaga, o sanfoneiro Waldonys e o pianista Misael da Hora (RJ), fazem show nesta sexta-feira (25), às 20h, no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult). Versões instrumentais de canções como “Asa Branca” e “A Vida de Viajante” serão apresentadas pela dupla, no show intitulado “Baião Instrumental”, que nasceu de uma proposta arrojada de misturar a música de Gonzaga com o jazz, o blues e os rítmos brasileiros.

Acompanhados pelos músicos Adriano Azevedo (bateria), Eduardo Holanda (violão), Miquéias dos Santos (baixo), Gilson Monteiro (zabumba) e Vanildo Franco (triângulo), Waldonys e Misael da Hora criam arranjos pensados especialmente para acordeon, teclado e banda. Os ingressos para o show estão à venda na bilheteria do São Luiz e no site Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br/), aos valores de R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia).

O show “Baião Instrumental” nasceu da amizade entre Waldonys e o pianista carioca de descendência nordestina, Misael da Hora, filho do maestro Rildo Hora. Eles se conheceram em um programa de televisão em Fortaleza, em 2011. Naquele momento, tocando ao vivo, formavam o embrião para o show, que foi apresentado pela primeira vez em 2013, durante o aniversário de 15 anos do Festival Jazz e Blues de Guaramiranga. Desde então, os músicos se reencontraram para a mesma homenagem ao baião apenas uma vez, no Rio de Janeiro.

“Estamos muito felizes de voltar a fazer esse show, em um lugar como o Cineteatro São Luiz. Este é um show popular, que homenageia grandes mestres da música nordestina, com refinamento jazzístico”, destaca a produtora cultural e idealizadora do “Baião Instrumental”, Doriana Farias.

Com direção musical e arranjos de Misael da Hora, o repertório propõe um “passeio” por entre os solos melódicos de sanfona e de teclado, que irão entoar hinos nordestinos como “Sabiá” (Luiz Gonzaga/Zé Dantas), “Qui Nem Jiló” (Humberto Teixeira/Luiz Gonzaga), “Eu só quero um Xodó” (Dominguinhos/Anastácia), “Asa Branca” (Humberto Teixeira/Luiz Gonzaga), entre outros.

Sobre Waldonys e Misael
O acordeonista Waldonys é afilhado de Dominguinhos e iniciou sua carreira integrando a banda do Luiz Gonzaga. Desenvolveu uma grande amizade, e laço familiar com o Rei do Baião. Waldonys já gravou dez discos próprios, dois DVDs e consolidou seu nome junto à importantes artistas da MBP.

Misael da Hora é produtor, arranjador, dir. musical e pianista. Filho de nordestinos, conviveu com Luiz Gonzaga, amigo e compadre de seu pai o maestro Rildo Hora, que também foi produtor musical do “Rei do Baião”. Anos depois, integrou a banda de Sivuca. A partir da década de 90, Misael participou de festivais de jazz no Brasil e na Europa, sempre divulgando o instrumental brasileiro e nordestino. Atua com importantes artistas da MPB e recentemente, dirigiu e produziu o DVD de Daniel Gonzaga, filho de Gonzaguinha e neto de Luiz Gonzaga.

SERVIÇO::
Show Baião Instrumental, com Waldonys, Misael da Hora e banda
Local: Cineteatro São Luiz (Praça do Ferreira)
Data: Sexta-feira, 25/9
Horário: 20h
Ingressos: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia) à venda na bilheteria do São Luiz e no site Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br)

24.09.2015

Assessoria de Comunicação da Secretaria da Cultura do Estado – Secult
Dalwton Moura – (85) 3101.6761 ou 986.996.524
secultmkt@gmail.com

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898