Projeto Criadores em Cena apresenta a mostra coletiva A Conversa Infinita no MAC

2 de outubro de 2015

Sete instalações ocupam as treze salas do Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE), resultado de um processo colaborativo entre Alexandre Veras e um grupo de artistas de diferentes linguagens dentro do projeto “Criadores em Cena” da Escola Porto Iracema das Artes. A mostra faz parte da programação de aniversário de dois anos da escola e fica em cartaz até 11 de outubro, aberta ao público e com entrada gratuita.

 

A exposição tem curadoria de Yuri Firmeza e tem como mote, duas linhas. De um lado, a experiência de um processo de criação de um artista, que envolve a realização de uma exposição com 7 instalações, misturando pesquisas em espacialização de áudio e vídeo, interatividade, composição de ambientes imersivos, produção de vídeos etc. Do outro lado, a construção e vivência de um processo formativo que acompanhe a composição das obras.

 

O trabalho é uma zona de confluência entre as várias trajetórias do artista-realizador, atravessadas pela mais intensa delas: a formação. A partir dessa experiência de criação colaborativa, foram constituídos métodos de formação ligados ao fazer prático e teórico, em que a transversalidade é peça chave de aprendizado em um processo de invenção ético-estético.

 

Para Alexandre Veras, a exposição surge a partir de um diálogo com a obra homônima de Maurice Blanchot. No livro, o autor aborda o cansaço como experiência-limite que rearticula toda a ideia de experiência. “Como o cansaço pode montar armadilhas, reconfigurando nosso modus operandi”, numa sociedade hiper-acelerada, monitorada e controlada, marcada pela depressão e pelo estresse?”, questiona Alexandre.

 

Para chegar até o grande dia da exposição, houve muito trabalho. A pesquisa, produção e montagem da exposição foram realizadas com a colaboração de artistas e pesquisadores em diferentes linguagens, como mapping; construção de paisagens sonoras e espacialização de áudio; desenho de interfaces e sistemas interativos; criação de ambientes imersivos; cenotécnica para instalações; produção de vídeo; acompanhamento crítico de processos e curadoria e estratégias de mediação e educativo, entre outras áreas.

 

Alexandre Veras é um dos mais importantes artistas da arte contemporânea do Ceará, trabalhando nas fronteiras do cinema, dança e artes visuais. Criador do Alpendre-Casa de Arte, Pesquisa e Produção, onde desenvolveu atividades de coordenação e curadoria de mostras, seminários, cursos, exposições, entre outros. Desde 2000 vem desenvolvendo trabalhos em documentário, vídeoarte, vídeo-dança e instalações, dentre eles: “Partida”, “Marahope 14/07” e “O Regresso de Ulisses”.

 

 

Criadores em Cena

 

O projeto Criadores em Cena tem como objetivo estabelecer um espaço de trocas e reflexão, no âmbito de um processo de formação, em que os artistas reflitam sobres seus processos, ao mesmo tempo em que compartilha suas experiências. Alexandre Veras e Thiago Arraes foram os artistas convidados para essa primeira edição do projeto Criadores em Cena. A diretora do Porto Iracema das Artes, Bete Jaguaribe, observa que “a experiência sinaliza uma série de questões, que inspiram as rotinas da escola. São profissionais que já construíram um pensamento sobre suas poéticas e, portanto, têm uma contribuição enorme a dar para escola”.

 

 

SERVIÇO

Exposição do projeto Criadores em Cena- “Conversa Infinita”, com Alexandre Veras
Quando: De 4 de setembro a 11 de outubro

Onde: Museu de Arte Contemporânea (MAC)
ENTRADA GRATUITA

 

 

02.10.2015

 

Assessoria de Comunicação da Escola Porto Iracema das Artes
Ana Alice Nogueira
(85) 3219.5842

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado do Ceará
Casa Civil