Seminário: Governo do Ceará discute as relações entre Brasil e China

3 de outubro de 2015

O Governo do Ceará realizou na manhã deste sábado (3), no auditório do Palácio da Abolição, o Seminário “Potencialidades e Possibilidades”, ministrado pelo professor Vladimir Milton Pomar. No encontro, que reuniu todos os secretários de Estado, executivos, adjuntos, diretores e coordenadores, foi discutida as relações entre Brasil e China, e também do Ceará, além da realização de um curso sobre o país asiático, com o objetivo de proporcionar noção panorâmica e atualizada sobre o país.

 

O chefe de Gabinete do Governador, Élcio Batista, falou que o encontro serve para conhecer outros mercados e entender a dinâmica do comércio global. “Conhecer um pouco mais da China é um desafio para nós, que atualmente estamos na gestão do Governo do Estado do Ceará. Há um potencial muito grande para ser explorado e discutido com o país, para que possamos transformar esse diálogo em novas oportunidades, seja de comércio, intercâmbio cultural ou troca de tecnologia”, enfatizou.

 

A China é hoje, em termos mundiais, o maior mercado consumidor e a maior economia, pela paridade do poder de compra, e o maior detentor de reservas cambiais. No tocante ao Brasil, é o maior parceiro comercial, maior comprador de produtos agropecuários, e maior investidor. O Brasil é considerado pela China um parceiro estratégico, por sua importância econômica e populacional e capacidade de exportação de alimentos, petróleo e outros minerais, celulose, aviões, couro bovino e outros produtos de que necessita de maneira crescente.

 

As enormes potencialidades e possibilidades da China e Brasil possibilitam ações de maior alcance para fortalecer o desenvolvimento econômico municipal e regional, e mais do que justificam a iniciativa do governo estadual de desenvolver projeto estratégico de relação com a China, que deverá ser iniciado a partir da retomada das relações com Fujian, a sua província-irmã chinesa, e a visita a cidades, empresas e universidades chinesas, visando estabelecer relações duradouras e de cooperação econômica e cultural.

 

O superintendente estadual do Banco do Brasil, Eloi Medeiros Júnior, que é parceiro nesta ação, disse que o envolvimento da instituição com o Governo deve ser cada vez mais forte. “Nós participamos efetivamente no desenvolvimento do Ceará. Queremos oferecer ao Governo do Estado toda nossa estrutura, estreitando os laços, para encontramos sempre as melhores saídas. O que queremos é um Ceará melhor, mais desenvolvido, com maior geração de oportunidades”, salientou.

 

Relações Institucionais

No fim do mês de agosto, Camilo Santana visitou a China, para aprofundar as relações entre o Ceará e a Ásia com vistas à captação de investimentos e de novos acordos comerciais. No roteiro, o chefe do executivo participou de reuniões com empresas do país e apresentou o Centro de Formação Olímpica (CFO) como possível local de preparação para os jogos olímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro.

 

03.10.2015

 

Foto: Tiago Stille

 

Wiarlen Ribeiro
Repórter/Célula de Reportagem

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898