Fiscais da Semace embargam obra na Serra da Aratanha

9 de outubro de 2015

Crimes ambientais de grande proporção e de múltiplos danos foram identificados por uma equipe de fiscais da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), nesta sexta feira (9), durante vistoria realizada no canteiro de obra de um imóvel, localizado na Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Aratanha, em Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo relatório preliminar apresentado pela Diretoria de Fiscalização da Semace, foram constatados um desmatamento, a abertura de uma estrada, ambos sem licença registrada na autarquia, e o barramento de um curso de água, próximo à fonte.

 

Diante da evidência dos danos, os fiscais embargaram a obra, por tempo indeterminado. Nenhum proprietário ou responsável pela obra estava no empreendimento, na hora da vistoria. Um adesivo afixado em local visível ajudará os moradores da área a denunciar qualquer nova ação na área. O trabalho da fiscalização segue em IMG-20151009-WA0048busca de identificar e responsabilizar o dono do imóvel. “Qualquer outro procedimento, é outra sansão que aplicamos”, afirmou o diretor de fiscalização da Semace, Tiago Bessa. “A multa pelo desmatamento sem licença, dependendo da área, pode chegar a R$ 10 milhões”, completou.

 

Este foi o primeiro caso de desmatamento de grande proporção observado pela Semace, na APA da Serra da Aratanha. Mensalmente, a autarquia recebe, em média, 250 denúncias de ameça ou agressão ao meio ambiente, sendo a grande maioria apresentada pelo Disque Natureza (0800.752233).

 

 

09.10.2015

 

Alberto Perdigão
Assessor de Imprensa da Superintendência Estadual do Meio Ambiente
85 3101.5554
comunicacao@semace.ce.gov.br

 

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa da Casa Civil
Governo do Estado Ceará
85 3466.4898