Semace se reúne com o Ibama para conscientizar sobre o uso do fogo controlado

15 de outubro de 2015

Culturalmente o sertanejo aproveita os últimos meses do ano para preparar a terra já pensando na plantação do ano que se avizinha. Umas das maneiras é realizando a “broca” – queima da vegetação seca para limpeza do terreno. Contudo, a grande maioria dessas queimadas é feita sem a autorização para uso do fogo controlado, emitida pelos órgãos ambientais competentes.

 

Pensando em minimizar os riscos que essa ação irregular pode trazer para a flora, técnicos da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) e do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) se reuniram na tarde da última terça-feira (13). O encontro objetivou debater o problema e traçar estratégias que conscientizem os agricultores a obter a autorização para uso do fogo controlado e, consequentemente, seguir as medidas preventivas e mitigadoras necessárias.

 

Durante as discussões várias sugestões foram sendo apresentadas. Umas delas, dada por Kurtis François, do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) do Ibama, é condicionar na autorização para que queima seja feita de segunda a quinta-feira, sempre em datas definidas e após as 16 horas. Segundo François, é mais fácil as instituições agirem no auxílio, caso algo dê errado. Esse horário é mais indicado em virtude da temperatura ficar mais baixa e os ventos com menor velocidade. Ferramentas tecnológicas foram apresentadas para o acompanhamento em tempo real dos focos de calor no Ceará. O uso dessas informações poderão contribuir com o monitoramento e a fiscalização.

 

Em 2014, apenas três municípios no Ceará se destacaram na solicitação para autorização de uso do fogo controlado junto à Semace, de acordo com a Diretoria Florestal (Diflo) da autarquia: Piquet Carneiro (364), Senador Pompeu (66) e Granja (39). Ficou acordado entre as instituições que será intensificado o trabalho de conscientização para que o uso do fogo controlado seja feito sempre quando autorizado. Além disso, estão previstos cursos de capacitação para multiplicadores e pequenos agricultores.

 

A Diflo está à disposição dos interessados para tirar qualquer dúvida através do telefone (85) 3101-5546. Encontra-se disponível, também, o Disque Natureza (0800-275-2233) para que a população possa denunciar queimadas que estejam sendo feitas irregularmente.

 

 

15.10.2015

 

Fhilipe Augusto
Assessoria de Comunicação da Semace
Twitter: @Semace
Facebook: semace.gov

 

Sabrina Lima
Gestora de Célula

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil / Civilcomunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898