Terça de Graça apresenta ‘Quem matou Chico Mangueira’, especialmente no Theatro José de Alencar

19 de outubro de 2015

Ação da Secretaria de Cultura do Estado (lei número 13.811, de 16 de agosto de 2006) com apoio cultural da Coelce, o projeto “Terça de Graça” – coordenado pelo humorista e produtor cultural Bené Barbosa – volta neste dia 20, especialmente, ao palco do Theatro José de Alencar, com uma grande apresentação: o espetáculo “Quem matou Chico Mangueira”?, com texto e direção de Ueliton Rocon.

 

Encenada pelos alunos das oficinas do projeto “Terça de Graça”, o espetáculo conta a história de Chico Mangueira, um matuto brasileiro como tantos outros, que, um dia, não se sabe se por fome, traquinagem ou insubordinação às autoridades constituídas, subiu numa das ?trocentas? mangueiras do Coronel e desapareceu misteriosamente.

 

Assassinato? Invasão de Terras? Fuga? Subversão? Arrebatamento? Chegou a hora de a onça beber água, ou melhor, de a verdadeira história de Chico Mangueira vir à tona.

 

Terça de Graça: sucesso de público

 

Habitualmente realizado no Cineteatro São Luiz, com edições todas as semanas, o projeto “Terça de Graça” vem atraindo um público numeroso, com filas formadas na Praça do Ferreira, a cada exibição de espetáculos de humor, nas mais variadas vertentes, sempre às 18h30. Nesta terça-feira, 20/10, excepcionalmente, o projeto será apresentado no Theatro José de Alencar. A entrada é franca, com ingressos  distribuídos momentos antes do espetáculo.

 

 

SERVIÇO

 

Projeto Terça de Graça apresenta “Quem matou Chico Mangueira”?

– Dia 20 de outubro de 2015

– Especialmente no Theatro José de Alencar      

– Às 18h30

– Entrada gratuita

– Classificação etária: 12 anos

 

 

INFORMAÇÕES

Bené Barbosa

85 – 8879.4037 / 9645.4689

www.tercadegraca.art.br

www.papudim.com.br

 

 

19.10.2015

 

Secretaria da Cultura do Estado do Ceará
(85) 3101-6761 / secultmkt@gmail.com

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

 

Governo do Estado do Ceará
Coordenadoria de  Imprensa – Casa Civil