Governo autoriza contratação de novos poços em centros urbanos em situação de emergência

23 de outubro de 2015

O Governo do Ceará autorizou, nesta sexta-feira (23), a dispensa de licitação para a construção de novos poços profundos que irão atender municípios em situação de emergência no interior do estado. O anúncio foi feito durante a reunião do comitê de monitoramento, que se encontra semanalmente e esteve hoje na sede do Palácio da Abolição, em Fortaleza, sob o comando do secretário-chefe do Gabinete do Governador, Élcio Batista. Uma vez por mês a equipe apresenta os dados para o próprio governador Camilo Santana, que acompanha de perto a situação no semiárido cearense.

 

“O decreto assinado pelo governador Camilo, que será publicado hoje no Diário Oficial do Estado, declara situação de emergência em 150 municípios cearenses. O Governo tem feito tudo o que é possível para atender à população neste momento em que vidas humanas estão em risco. Por isso, estamos buscando a dispensa de licitação para atender com urgência às comunidades que mais sofrem com a escassez hídrica”, afirmou Élcio Batista. Os técnicos e gestores que compõem o grupo realizam o monitoramento diário do trabalho das equipes do Governo e de empresas JW8340 bxcontratadas que estão em campo no interior perfurando poços, construindo adutoras, distribuindo água com carros-pipa, para atender às necessidade das sedes urbanas e zonas rurais.

 

A Defesa Civil do Estado também anunciou que incluirá em seu cronograma, na próxima semana, o atendimento a mais três centros urbanos com a Operação Carro-Pipa: Palmácia, Morada Nova e Acopiara. Outras três cidades receberam atenção especial no encontro desta sexta. Parambu, no Sertão dos Inhamuns, que já conta com 21 poços construídos pelo Governo e terá mais 16 interligados à rede de abastecimento. Vinte e oito novos poços também começarão a ser perfurados no município. A Operação Carro-Pipa já foi solicitada pela prefeitura do município e agora a Defesa Civil prepara a estrutura para reforçar o atendimento à população. Em Alto Santo, no Baixo Jaguaribe, a adutora com flutuante que já distribui água do açude local JW8331 bxestá sendo desviada para melhorar a captação. A Cagece vai iniciar a construção de uma subestação na área para garantir essa captação. Em Apuiarés, zona norte do estado, seis locações estão contratadas e as perfurações dos poços já se iniciam até a próxima semana.

 

Além do chefe de gabinete do governador, participaram das conversas o secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira; o presidente da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Neuri Freitas; o presidente da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), João Lúcio Farias; o superintendente da Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), Yuri Castro; o coordenador estadual de Defesa Civil, tenente coronel Cleyton Bastos Bezerra; o superintendente da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), Ricardo Araújo; entre representantes de outros órgãos.

 

 

Plano Estadual de Convivência com a Seca

 

Todas as ações do Governo do Estado estão no Plano Estadual de Convivência com a Seca, apresentado pelo governador Camilo Santana em fevereiro deste ano. Em março, o governador deu pontapé inicial a novas ações, garantindo uma economia de R$ 4,4 milhões, ao realizar um leilão reverso na Assembleia Legislativa para a contratação de seis empresas que estão construindo sistemas simplificados de abastecimento de água no Ceará. Em julho,comuni foi a vez das adutoras de montagem rápida. Camilo Santana novamente comandou pessoalmente um leilão reverso, desta vez em Quixeramobim, em que foi contratada a construção dos equipamentos para garantir o abastecimento das sedes municipais de Quixeramobim, Ibicuitinga, Independência e Arneiroz, beneficiando cerca de 104 mil pessoas. Os recursos para essas obras vieram do pacote de R$ 164 milhões anunciados pelo ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, em junho, em visita ao estado. Ainda dentro das ações, foram previstos cerca de R$ 21 milhões no reforço à Operação Carro-Pipa e outros R$ 94 milhões para a implantação de sistemas de abastecimento de água para 30.500 habitantes de 64 comunidades rurais cearenses situadas ao longo Eixo Norte do Canal de Integração do Rio São Francisco, captando água do próprio Canal.

 

Fotos: José Wagner

 

 

23.10.2015

 

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa da Casa Civil
Governo do Estado do Ceará
(85) 3466.4898