Ceará mostra em Brasília o trabalho de eliminação do surto de sarampo

26 de outubro de 2015

O trabalho de vigilância epidemiológica, controle e eliminação do surto de sarampo no Ceará, entre dezembro de 2013 e setembro de 2015, será apresentado no Ministério da Saúde para servidores da Secretaria de Vigilância à Saúde (SVS), gestores e técnicos da Secretaria da Saúde do Distrito Federal e professores de instituições de ensino de Brasília. A exposição “Balanço da epidemia de sarampo no Ceará: o que aprendemos”, do coordenador de Promoção e Proteção à Saúde da Secretaria da Saúde do Estado, Márcio Garcia, está marcada para quinta-feira, 29 de outubro, no Auditório Emílio Ribas, do Ministério da Saúde. A apresentação acontecerá durante o ciclo de estudos “A reemergência do sarampo e suas repercussões sobre a eliminação da doença no Brasil”, que será realiza das 15 às 17 horas. A sessão será transmitida em tempo real pelo link de chamada (http://mediacenter.aids.gov.br/), e pelo link direto (www.interrogacaodigital.com/aids/aids1.html).

 

O fim da transmissão do vírus do sarampo no Ceará foi anunciado em 24 de setembro pelo governador Camilo Santana e o então ministro da Saúde, Arthur Chioro. De acordo com o boletim epidemiológico conjunto do Ministério da Saúde e da Secretaria da Saúde do Estado, foram confirmados durante o surto 916 casos da doença em 38 municípios do Ceará, de 25 de dezembro de 2013 a 12 de setembro de 2015: um caso em 2013, 747 em 2014 e 168 este ano. Do início do surto até a ocorrência do último caso confirmado, em 6 de julho deste ano, foram registrados casos de sarampo de forma ininterrupta. A partir dessa data, nenhum caso mais foi confirmado, completando 10 semanas sem casos de sarampo.

 

Logo no início, o Ceará adotou estratégias de vacinação para imunizar a população, controlar e interromper o surto de sarampo. Destacam-se a vacinação em Fortaleza e nos municípios da Região Metropolitana. Em fevereiro de 2014, foi iniciada a campanha nos 184 municípios do Estado: a vacinação da população de risco, reorientação e sistematização das ações de bloqueio e varredura. Entre março e junho de 2015, realizou-se a intensificação vacinal na população de 5 a 29 anos nos municípios de Fortaleza, Caucaia e Itaitinga. O município de Paracuru realizou a intensificação da vacinação na população de 5 a 39 anos. Os municípios de Caucaia, Fortaleza, Itaitinga e Paracuru intensificaram a vacinação contra o sarampo até o dia 20 de agosto deste ano.

 

Para buscar a população suscetível, sem antecedente vacinal, Caucaia e Fortaleza realizaram a vacinação casa a casa em toda a área da unidade de saúde de referência, iniciando pela rua de residência do caso confirmado ou suspeito de sarampo em até 30 dias anteriores e em áreas de baixa cobertura vacinal. Desde março, quando iniciou a intensificação da vacinação contra o sarampo, o município de Caucaia recebeu o apoio técnico e logístico da Secretaria da Saúde do Estado, e, do dia 8 de junho a 4 de julho de 2015, contou com o apoio de 64 vacinadores e frota de veículos e motoristas da Sesa, realizando a vacinação casa a casa nos conjuntos e bairros que confirmaram casos de sarampo ou apresentam casos suspeitos em investigação.

 

Com o apoio do Ministério da Saúde e da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS), a Sesa realizou uma segunda varredura no período de 27 de julho a 22 de agosto, a fim de interromper a transmissão do vírus do sarampo nos municípios de Caucaia e Fortaleza, com 71 vacinadores nos dois municípios.

 

 

26.10.2015

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá / Helga Rackel ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5221 / 3101.5220)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula / Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br    / (85) 3466.4898