Operação Sorriso é concluída com 72 cirurgias

3 de novembro de 2015

O Hospital Infantil Albert Sabin, da rede pública do Governo do Estado, encerrou nesta segunda-feira, 2, mais uma etapa do mutirão de cirurgias para correção de fissuras labiopalatais em parceria com a equipe de profissionais voluntários do Programa Humanitário Operação Sorriso. Do dia 30 de outubro a 2 de novembro, 72 crianças foram operadas pelos especialistas do hospital e do programa humanitário, uma a menos que o previsto inicialmente.

 

“Algumas crianças selecionadas adoeceram antes das operações. Nós já tínhamos uma lista de espera [com oito nomes]. Então, a maioria foi rapidamente substituída”, explicou a coordenadora de programa da Operação Sorriso, Luciana Garcia, sobre a redução no número de cirurgias agendadas. A próxima fase do mutirão será a avaliação pós-operatória que acontecerá nesta quinta-feira, 5, a partir das 8 horas, no Hospital Albert Sabin.

 

 De acordo com a fonoaudióloga Evelin Gondim, coordenadora do Núcleo de Atendimento Integrado ao Fissurado (Naif), do Albert Sabin, as equipes médicas verificarão a cicatrização e a necessidade de medicação. A recuperação da cirurgia de lábio leporino é a mais rápida, mas a da fenda palatina necessita de acompanhamento fonoaudiológico e outros cuidados. “A preocupação é com a parte de alimentação, porque a criança que operou do palato não vai poder comer sólido durante um tempo. A mãe tem de ser muito bem orientada”, explica.

 

Gislane Souza da Silva, mãe de Lisandro da Silva Oliveira, é uma das mães que aprenderam sobre os cuidados que deve ter com um filho para uma recuperação saudável e segura. Ela foi orientada pela equipe de fonoaudiologia e ainda recebeu uma cartilha educativa, distribuída durante o mutirão. “Eu vim do Maranhão participar da Operação Sorriso. O mutirão era o que eu podia fazer pelo meu filho. Ele engasgava muito. Agora, com a operação, ele vai melhorar. E eu já estou aprendendo os exercícios com a fono”, disse.

 

 

Núcleo de Atendimento Integrado ao Fissurado

Referência para todo o Estado do Ceará, o Hospital Infantil Albert Sabin promove há 20 anos a reabilitação de crianças e adolescentes com fissuras labiopalatais, mais conhecidas como lábio leporino e fenda palatina. O serviço é realizado pelo Núcleo de Atendimento Integrado ao Fissurado (Naif). Por mês, o Naif atende cerca de 200 pacientes. A maioria das crianças chega logo nos primeiros dias de vida. O número de cirurgias para correção do problema chega a 25 procedimentos por mês.

 

 

Foto: Assessoria de Comunicação do HIAS

 

 

02.11.2015

 

Assessora de Comunicação do Hospital Infantil Albert Sabin
Diana Vasconcelos
(85) 3256-1574
imprensa@hias.ce.gov.br
Twitter: albertsabince
Facebook: albertsabince

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

Coordenadoria de Imprensa da Casa Civil
Governo do Estado do Ceará
(85) 3466.4898