Hemoce realiza coleta externa e recebe doações de sangue de universitários

17 de novembro de 2015

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), da rede pública do Estado, recebe diariamente centenas de doações de sangue, seja de voluntários que se deslocam até a unidade ou por meio de coletas externas. Mas para que o órgão realize a captação fora das dependências do hemocentro é necessária uma parceira com instituições públicas ou privadas.

Foi o que aconteceu nesta segunda-feira (16) no Centro Universitário Estácio do Ceará, quando alunos do curso de Administração mobilizaram todo o campus, bem como amigos e familiares, com o projeto “Doar para salvar”, incentivando novos voluntários a doar sangue e salvar vidas. A ação faz parte da disciplina de gerenciamento de projetos e foi escolhida entre alguns projetos de ação social.

JW6556 bxA coordenadora de coleta externa do Hemoce, Bruna Bezerra, falou sobre a captação fora da unidade e parabenizou os alunos. “A coleta externa é o carro-chefe do hemocentro porque, infelizmente, o público não procura a unidade devido à distância. Pensando nisso, o Hemoce começou a firmar parcerias para abranger a população e, assim, aumentar nossa captação. Com esta ação, vemos o quanto é simples salvar vidas quando se tem a participação coletiva”, informou.

JW6446 bxO professor e orientador do projeto, Paulo Pinho, disse que projetos com o intuito de ajudar pessoas devem ser estendidos. “Durante o semestre, os alunos foram desafiados a apresentar um projeto de ação social que pudesse ser desenvolvido com a turma. A captação de sangue foi o projeto mais votado e, com isso, conseguiremos ajudar muitas pessoas. Devemos incentivar que outras instituições façam o mesmo”, enfatizou.

JW6619 bxO estudante Ricardo da Silva Júnior, do curso de Administração, nunca tinha feito doação de sangue. “Sempre tive vontade de doar, mas nunca tive oportunidade. Esse trabalho do Hemoce de sair em busca de voluntários é muito importante, pois acaba aumentando seu estoque e nos deixa mais potentes diante da sociedade. Eu, particularmente, fiquei muito satisfeito porque, além de ajudar, vou poder saber meu tipo sanguíneo. Vou sair daqui e fazer meu cadastro para a doação de medula óssea”, salientou.

O Hemoce completa 32 anos de atendimento à população cearense. Com a solidariedade e as doações de sangue, atende 94% dos leitos hospitalares e 100% da rede SUS no Ceará, ajudando a salvar vidas de pacientes em mais de 300 hospitais e clínicas de hemodiálise.

Coleta externa:
JW6603O interessado deve entrar em contato com o hemocentro por telefone ou e-mail para negociar a disponibilidade de datas no calendário. É importante que este contato tenha pelo menos 20 dias de antecedência do dia previsto para a coleta. As solicitações são encaixadas em um calendário organizado entre as visitas às instituições e os municípios da região de responsabilidade de cada hemocentro.

Através de um ofício, o responsável pode oficializar o interesse em uma data, horário e local onde a coleta deve acontecer, esclarecendo inclusive o objetivo da campanha. Logo em seguida, é agendada uma palestra educativa e de sensibilização para os funcionários/colaboradores da instituição, tentando agregar o maior número de doadores possíveis.

Para doar:
– É preciso estar saudável, bem alimentado, ter mais de 50kg. 
– Ter entre 16 a 69 anos de idade e apresentar um documento oficial e original com foto. 
– Menores de 18 anos precisam apresentar o termo de consentimento, disponível no site do Hemoce

17.11.2015

Wiarlen Ribeiro
Repórter / Célula de Reportagem

Fotos: José Wagner / Governo do Ceará

Giselle Dutra
Gestora de Célula / Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898