Estado lança campanha para educação e redução de acidentes no trânsito

1 de dezembro de 2015

Com ações ostensivas já iniciadas, o Ceará já conseguiu reduzir em 20% o número de vítimas fatais nos dez primeiros meses de 2015, em relação ao ano anterior. Com o intuito de intensificar essa redução, o Governo do Estado do Ceará lança nesta terça-feira (30) a campanha “Seja você a mudança no trânsito. Respeite a vida”, um chamado para a sociedade estabelecer uma nova relação com o trânsito.

A ação integra o Pacto por um Ceará Pacífico e é realizada em parceria pelo Departamento Estadual de Trânsito, Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), Secretaria da Saúde do Estado, poderes municipais e iniciativa privada.

Os dados citados acima são da BPRE, mostram que de janeiro a outubro de 2015, foram registradas 337 mortes nas rodovias do Ceará, enquanto em 2014, no mesmo período foram 423.

A campanha

A campanha é estrelada por personalidades conhecidas dos cearenses: Xand Avião da banda Aviões do Forró; ? os jogadores Ricardinho e Corrêa, representantes dos times Ceará e Fortaleza; ?o humorista Tirullipa; ?dupla sertaneja Luis Marcelo e Gabriel;?a humorista Rossicléia.

Com o conceito “Seja você a mudança no trânsito. Respeite a vida”, a campanha tem o objetivo de reduzir o número de acidentes no Ceará a partir da educação no trânsito, abordando os riscos do consumo de álcool associado à direção e a cidadania no trânsito.

Balanço 2014 – Ceará

Nas rodovias federais que cruzam o Ceará, foram registradas 291 vítimas fatais, durante todo o ano de 2014. No mesmo período, o Ceará registrou 486 mortes em acidentes de trânsito nas rodovias estaduais, segundo dados do Detran-CE e BPRE.

Brasil

De acordo com dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Polícia Rodoviária Federal, de 170 mil acidentes ocorridos no Brasil em 2014, 43 mil pessoas morreram vítimas do trânsito. Desse total, 8.227 morreram em acidentes nas rodovias federais que cruzam o País.

Saúde pública

O trânsito é também um problema de saúde pública. Segundo o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS), os acidentes de trânsito representam uma das principais causas de morte no País.

Os 170 mil acidentes de trânsito no Brasil, em 2014, somam um custo de R$ 12,3 bilhões, segundo dados atualizados do Ipea, PRF e IBGE e Denatran. Isso representa em média, por cada acidente de trânsito, R$ 72.705,31 à sociedade brasileira E se o acidente envolve vítima fatal o custo médio passa para R$ 646.762,94. Desse valor total, 64,7% estão representados pelos custos do cuidado com a saúde e com a perda de produção das vítimas, devido às lesões ou mortes.

Lei Seca e outras ações

Desde junho de 2008, a Lei Seca tem sido fiscalizada com intensidade. No Ceará, desde essa época até outubro deste ano, somente o Detran e BPRE notificaram mais de 40 mil motoristas porque apresentaram indícios de que estavam alcoolizados.

Somente envolvendo motocicletas, os acidentes de trânsito mataram 12 mil pessoas em 2014, nas rodovias federais. E nas rodovias estaduais, os acidentes com motocicleta resultaram 286 vítimas fatais. O capacete é um item de segurança obrigatório para os motociclistas, conforme o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), e é fundamental para evitar consequências mais graves em acidentes de trânsito. Quem não usa o capacete, além de colocar a própria vida em risco, comete uma infração gravíssima, com multa de R$ 191,54 e suspensão direta do direito de dirigir.

Considerado pelo Governo do Estado item essencial de consumo da população, o capacete foi incluído na redução da alíquota do ICMS de 12% para 7%, como forma de incrementar o uso pelos motociclistas.

01.12.2015

Imprensa e Comunicação do Detran-CE
Paulo Ernesto Serpa
(85) 3101.5813 e 3101.5819 / 98739-4259
Paulo.ernesto@detran.ce.gov.br

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil / 85 3466.4898