Porto do Pecém: 20 anos de história e desenvolvimento para o Ceará

22 de dezembro de 2015

Há exatos 20 anos a história do Porto do Pecém começava a ser escrita. Foi no dia 22 de dezembro de 1995 que o decreto da Assembleia Legislativa do Ceará, sancionado pela Lei n.º 12.536 /95, criava a Companhia de Integração Portuária do Ceára (Cearáportos), vinculada a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), que seria a responsável pela administração do Terminal Portuário do Pecém e por promover o desenvolvimento econômico do Estado do Ceará.

banner cp20anosLocalizado a cerca de 60 km da capital, a Praia do Pecém, no município de São Gonçalo do Amarante, após diversos estudos, foi a região litorânea escolhida para a construção de um porto off-shore, dentre as diversas opções, por atender a todos os quesitos,  incluindo uma vasta retroárea portuária adequada para a instalação de grandes construções, como prédios administrativos, industrias, constituindo-se assim,  o que conhecemos hoje como Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

Em 2001 aportava no Pecém o primeiro navio de operação comercial. Naquele dia, foram enviados para os Estados Unidos mais de 2 mil toneladas de produtos locais, contendo castanha de caju, couros, calçados, granitos, dentre outros. À época, o terminal era composto apenas pelos piers 1 e 2, a ponte de acesso e o quebra-mar. Durante o governo de Cid Gomes (2007- 2014) investimentos significativos foram realizados, fazendo com que o terminal se configurasse no que conhecemos hoje, ganhando destaque internacionalmente.

Conhecido como “a jóia do Ceará”, o Porto do Pecém, desde o começo, transformou a vida de muitas pessoas, principalmente daquelas que moram no município de São Gonçalo do Amarante, como destaca Lonny Jorgensen, que trabalha no porto como secretária há 8 anos.  “A minha vida e da minha família mudou totalmente desde o dia que entrei aqui. Amo meu trabalho e me sinto muito feliz em ver tudo o que conquistei. O meu crescimento e minha evolução profissional e pessoal é resultado do meu trabalho. O porto é minha casa”, finalizou feliz. Atualmente, cerca de 250 pessoas trabalham no terminal portuário, que funciona 24 horas, todos os dias do ano.

Mas nem sempre foi assim, como lembra Antônio Oliveira, que há 11 anos é colaborador da companhia no setor Financeiro e Faturamento. “Era só uma pessoa em cada área e, então, foram chegando os outros e agora somos essa grande equipe contribuindo com o Estado”, relata.

O Porto do Pecém, apesar de ser um dos mais novos do mundo, mostra-se capaz de atender a demanda e tem se destacado, principalmente na exportação de longo curso de frutas, ocupando o primeiro lugar no ranking brasileiro de portos exportadores desta mercadoria. Prestes a finalizar a segunda obra de expansão, onde mais três berços entrarão em funcionamento e uma nova ponte de acesso será construída, a diretoria da Cearáportos está confiante em relação ao ano de 2016. “A siderúrgica começa a funcionar no primeiro semestre do ano que vem e irá movimentar sozinha em sua fase inicial, mais de 3 milhões de toneladas de placas de aço”, relata o presidente da Cearáportos, Danilo Serpa. A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) é o maior investimento privado no estado até hoje.

Ao longo de duas décadas, os cearenses e o mundo puderam acompanhar o crescimento deste importante ator no setor logístico cearense. Para Manoel Messias, coordenador de engenharia e Projetos da Cearáportos, fazer parte desta história é um orgulho. “Entrei aqui há 10 anos e não imaginava que o crescimento seria tão rápido. Acredito que isto seja um sinal de que estamos no caminho correto”, disse.

Resultado do empenho do Governo do Estado do Ceará, o porto hoje é considerado um dos fatores determinantes para grandes investidores se instalarem no complexo, por conta das características naturais, somadas a modernização de sua infraestrutura, visando atender atuais e futuros clientes, além de aumentar a cartela de produtos movimentados. “Sabemos a capacidade  do CIPP e temos que usar isto a nosso favor. Possuímos um porto diferenciado, com uma estrutura moderna, um enorme parque industrial, a única Zona de Processamento e Exportação em funcionamento do país, ou seja, um cenário totalmente favorável e atrativo para investidores. O estado do Ceará possui hoje todas as peças e estamos preparados para mostrar isto para o mundo”, disse o presidente da Cearáportos, Danilo Serpa.

22.12.2015

Luiza Dantas
Assessora da Imprensa da Companhia de Integração Portuária do Ceará
85 98892.1883 | 3267.1256
luiza.dantas@cearaportos.ce.gov.br

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa da Casa Civil
Governo do Estado Ceará
(85) 3466.4898

banner_cp20anos_principal.jpg