Curso de educação à distância para Pessoas com Deficiência e/ou em Situação de Vulnerabilidade Social

20 de janeiro de 2016

A iniciativa irá beneficiar 300 pessoas e compõe as ações do Ceará Pacífico. O projeto piloto será no Vicente Pinzón.

A Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), em parceria com a Universidade Estadual do Ceará, o Instituto de Pesquisas e Projetos – IEPRO/Uece, a Citinova e a Dell Computadores lançaram na manhã desta quarta-feira (20) o projeto “Educação a Distância para Pessoas com Deficiência e/ou em Situação de Vulnerabilidade Social”.

No lançamento, o secretário Inácio Arruda disse que “há uma expectativa grande em relação ao projeto que atuará no Grande Vicente Pinzon, como parte das ações do Ceará Pacifico. A ação irá beneficiar os que estão em situação mais vulnerável, com uma qualificação de alta qualidade, dando mais condições para o mercado de trabalho e para desenvolver seu próprio negócio”.

A iniciativa irá ajudar a resolver um grave problema social e econômico no Brasil. De acordo com dados do IBGE (2010), existem 45 milhões de pessoas com deficiências no país, sendo que 53,3% estão desempregadas. No Ceará, são 2,3 milhões de cidadãos com PCD, sendo que 58% estão desempregados. Do total de empregados, a estimativa é que 69% recebem até 1 salário mínimo.

Para o secretário, o projeto surge para atender uma área importante dentro das políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação: as Tecnologias Assistivas. “Se preparamos e damos oportunidade àqueles que mais precisam, estamos cumprindo nosso papel. Um trabalho conjunto de grande sucesso que servirá de exemplo para outras empresas e para o próprio Estado, provando que quando reunimos muitas forças, oferecemos oportunidades para o maior número possível de pessoas”, aposta o secretário.

O curso visa capacitar o aluno na área de desenvolvimento de sistemas na Linguagem de Programação Java, nos níveis básico e intermediário. Com aulas semi-presencial, a capacitação conta com horários de estudo flexíveis e acompanhamento de tutores durante todo o processo através da plataforma virtual de ensino desenvolvida pela Dell.

Para o representante da Dell Computadores, Edler Furtado, o projeto está relacionado com a missão da Dell de utilizar a tecnologia para melhorar a vida das pessoas. “Esse é um projeto arrojado. Vamos propor algo de ponta a ponta, desde a captação do aluno até o encaminhamento ao mercado de trabalho”, garante. Das 85 pessoas envolvidas no projeto, 50 tem PCD.

Desde 2004, a DELL já investiu 30 milhões em Pesquisa e Desenvolvimento no Nordeste, sendo 19,8 milhões no Ceará, especialmente em projetos de educação com aporte de R$ 10,6 milhões, gerando mais de 240 empregos diretos e 70 pessoas com deficiência já contratadas no Estado.

A previsão é que os cursos, certificados pela Uece, sejam iniciados na primeira semana de abril. A formação com duração de um ano e 900h/aula, contará com cinco módulos: Nivelamento Inglês Básico, Informática e Lógica Matemática; Introdução à Lógica em Programação; Programação Orientada a Objetivos (Nível Básico); Aplicações Web com Java e Banco de Dados (Nível Intermediário) e Empreendedorismo e Ética Profissional.

Inicialmente, o projeto irá oferecer qualificação profissional acessível na área de desenvolvimento de softwares utilizando linguagem JAVA, para pessoas com deficiência física, auditiva e baixa visão, e/ou em situação de vulnerabilidade social, mas já está prevista a inserção de pessoas tetraplégicas e com deficiência visual total. “Em um futuro próximo, na próxima fase de pesquisa e desenvolvimento da solução, queremos atender também os que possuem deficiência intelectual, como autistas ou portadores de Síndrome de Down. A ideia é, aos poucos, abarcar o maior número de deficiências possível, com qualidade”, explicou Bruno Queiroz, coordenador do projeto.

Para se inscrever, é necessário ter concluído ou estar cursando o nível médio. Haverá prioridade para os moradores do Vicente Pinzon e para os que recebem até meio salário mínimo. A seleção prossegue aberta até 4 de março. O edital está disponível no site www.projetolead.com.br.

20.01.2016

Simplícia Sinibaldi
Jornalista/Assessoria de Imprensa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior
85 98833.3217 | 98433.4880
simplicia@sct.ce.gov.br

Emília Augusta
Assessora de Imprensa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior
85 3101.6466 | 99994.9140
emiliaugusta@gmail.com

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Ceará
Casa Civil / 85 3466.4898