Energias renováveis: Governo do Estado negocia recursos com Ministério de Minas e Energia

20 de janeiro de 2016

O governador Camilo Santana, acompanhado do titular da Secretaria da Infraestrutura (Seinfra), André Facó, e do secretário-adjunto de Energia, Mineração e Telecomunicações da Seinfra, Renato Rolim, esteve em Brasília, nesta quarta-feira (20), onde participou de reunião com o Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga.

Na oportunidade, foram prospectados recursos para ampliação da produção de energias renováveis no Ceará. “Temos muito potencial para aumentar a nossa produção, não apenas no litoral, mas também no interior do estado. Pretendemos inserir, inclusive, a região das serras na produção”, citou o governador Camilo Santana.

“A ideia foi apresentar a situação atual da infraestrutura de conexão do estado e as potencialidades, além de apresentar alternativas de curto prazo para minimizar a dificuldade de novos projetos”, ressaltou o secretário André Facó. “Saímos de lá com compromisso da Chesf realizar os investimentos para a subestação de 230kV de Maracanaú, além de estudar a possibilidade de agilizar obras de linhas de transmissão de 230 e 500kV, que viabilizariam conexão para quase 4GW de projetos eólicos já desenvolvidos”, concluiu o secretário.

RBSBDesde junho de 2015, o Governo do Estado trabalha de forma estratégica nas discussões sobre as questões energéticas, por meio da Seinfra e da Secretaria-Adjunta de Energia, Mineração e Telecomunicações. Com foco no setor de energias renováveis, a pasta atua na formulação e na implementação de planos estratégicos e de políticas ligadas ao setor, estabelecendo objetivos, diretrizes e estratégias para garantir a atração de investimentos necessários ao desenvolvimento da cadeia produtiva da área. O Estado também tem atuado na articulação com o Governo Federal e com diversos atores do setor elétrico para garantir investimentos e realizar obras de infraestrutura para o estado, como a construção de subestações e linhas de transmissão, necessárias para o desenvolvimento do setor.

Hoje, o Ceará colabora com a matriz energética do Brasil, contando com 3.197 Megawatts – MW de capacidade instalada de geração de energia elétrica. A potência está acima do consumo do estado, que é, em média, de 1.800 MW. A principal fonte do estado são as térmicas, totalizando 34 unidades (pequeno, médio e grande porte), que têm 1.953 MW de potência. Em seguida, vêm as usinas eólicas, que têm capacidade de geração de 1.233 MW. Ao todo, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, são 44 parques eólicos em funcionamento e 21 em construção no Estado. A geração de energia é complementada com usinas fotovoltaicas e pequenas centrais hidrelétricas.

Reuniões
Ainda na tarde desta quarta-feira, em Brasília, o governador Camilo Santana se reuniu com o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, para tratar de projetos como o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e a expansão do Minha Casa, Minha Vida. O governador também participou, acompanhado dos secretários Juvêncio Viana (PGE) e Mauro Filho (Fazenda), de encontro com o procurador-geral da Fazenda Nacional, Fabrício da Soller. Em discussão, empréstimos de interesses do Estado.

20.01.2016

Thiago Cafardo
Porta-voz / Governador

Foto: Ascom / Governo do Ceará

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898