Inspetora da Polícia Civil se torna a primeira mulher tripulante operacional da Ciopaer

22 de janeiro de 2016

A quarta edição do Curso de Tripulante Operacional habilitou 15 policiais militares, cinco bombeiros militares e três policiais civis do Estado do Ceará

RIMG 8740A inspetora da Polícia Civil, Juliana Oliveira Monteiro Braga, a partir de hoje (22), entra para a história da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e da segurança pública do Ceará como a primeira mulher tripulante operacional para atividades embarcadas em aeronaves no nosso Estado. Após um rigoroso processo de treinamento e avaliação, ela está entre um seleto grupo de 23 agentes da segurança pública que concluíram, o IV Curso de Tripulante Operacional da Ciopaer e agora estão habilitados para atuar em ações aéreas de policiamento, socorro especializado e defesa civil.

Para Juliana, ingressar na Ciopaer foi um sonho que ela conseguiu realizar há aproximadamente um ano, quando assumiu a função de apoio solo na Coordenadoria. Mas, o amor pela atividade policial e pela aviação fez a jovem inspetora alçar novos vôos em sua carreira. “Ingressar na Ciopaer pra mim foi um sonho realizado. Mas, ao realizar esse sonho, eu tinha mais uma meta que era ser RIMG 8560tripulante”. Ela conta que precisou vencer muitos desafios para conseguir conquistar sua meta. “Eu tive que quebrar muitas barreiras e precisei vencer vários desafios para conseguir. Havia uma certa desconfiança por parte de algumas pessoas que eu não conseguiria avançar as etapas, porque é uma função que não tinha tido nenhuma mulher ainda, e é um curso realmente muito desgastante, que requer muito esforço físico, muita dedicação. Mas graças ao apoio das pessoas que estavam ao meu redor e com muito esforço, com muito sofrimento, eu fui vencendo cada dia, cada batalha e consegui chegar até o fim. Eu cheguei até aqui e realizei esse sonho”, ressalta.

A nova tripulante falou do orgulho em ser a primeira mulher cearense a ostentar a Fênix de tripulante no peito. “Eu me sinto muito honrada e ao mesmo tempo é uma grande responsabilidade, porque carregar o nome da Ciopaer que é uma coordenadoria de grande profissionalismo e ainda sendo a primeira mulher, tem um peso grande”. E confessa estar ansiosa para cumprir sua primeira missão embarcada. “Eu estou ansiosa por esse momento, mas ao mesmo tempo muito segura porque eu sei que ao meu lado estarão os melhores”, enfatiza.

O Curso

O curso promovido pela AESP teve uma carga horária de 355 horas/ aulas e contemplou instruções teóricas e práticas sobre navegação aérea, segurança operacional, técnicas de policiamento aéreo, aspectos fisiológicos da atividade aérea, fraseologia, atendimento pré-hospitalar; prevenção e combate a incêndio em aeronaves; tiro embarcado defensivo e sobrevivência em regiões inóspitas. A quarta edição do Curso de Tripulante Operacional habilitou 15 policiais militares, cinco bombeiros militares e três policiais civis do Estado do Ceará.

Para o secretário da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará, Delci Teixeira, a capacitação reforça as ações de interiorização da Ciopaer iniciadas no ano passado. “A interiorização teve inicio em 2015 com a implementação das bases de Juazeiro e Sobral..Há uma determinação do Governador e nós já começamos a trabalhar nos procedimentos que serão adotados para instalarmos uma terceira base no interior do Estado. Estamos fazendo estudos nas cidades de Aracati, Russas, Quixadá e Crateús, uma dessas será a terceira base da Ciopaer no interior do Estado. Essas aeronaves irão auxiliar diretamente nas operações policiais, esse é um instrumento que nós não podemos abrir mão.” pontua.

22.01.2016

Assessoria de Imprensa da AESP
Samara Amaral
samara.amaral@aesp.ce.gov.br / (85) 3484.1909

Ciro Câmara
Gestor de Células / Secretaria
ciro.camara@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898