Central 155 comemora oito anos como principal instrumento de cidadania do Estado do Ceará

26 de janeiro de 2016

O serviço disponibiliza atendimento de segunda a sexta-feira, das 8 às 20 horas, sem custo nenhum para o cidadão

 

Nesta terça-feira (26), a Central de Atendimento Telefônico 155 completa oito anos de funcionamento como a principal porta de entrada para os serviços de Ouvidoria e Acesso à Informação do Poder Executivo Estadual. Sediada no município de Canindé, a 130 quilômetros de Fortaleza, a Central 155 celebra a data com um número recorde de atendimentos em 2015, colaborando ainda mais para reforçar o papel da Central como um instrumento fundamental para o exercício da cidadania e do controle social. O serviço atendeu mais de 140 mil ligações durante o ano inteiro entre reclamações, denúncias, críticas, elogios, sugestões, solicitações de serviço e de acesso à informação, além de acompanhamento das demandas já registradas.

 

Funcionária da Central 155 desde o primeiro ano de funcionamento, Dayane Almeida, confessa que vai ao trabalho como se fosse a primeira vez. “Eu me sinto muito feliz em saber que eu posso ajudar uma pessoa pelo que faço. Eu sei da importância do meu trabalho e tento dar o melhor de mim quando atendo as ligações. Eu acho que não ficaria tão satisfeita assim em outro lugar quanto eu me sinto aqui”, revela a pedagoga de formação.

 

Entre uma ligação e outra, alguns usuários do serviço acabam se tornando parte da história da Central 155, como é o caso do senhor Geraldo Alves Filho. Porteiro, 48 anos, morador da cidade de Aracati, no Litoral Leste do Estado, Seu Geraldo, como gosta de ser chamado, faz questão de parabenizar e reconhecer a qualidade do atendimento da Central 155. “Todas as vezes que precisei de alguma informação de lá, eu sempre fui muito bem atendido por eles (os atendentes). Para mim, a Central é como um refúgio, onde eu sempre posso contar quando preciso de ajuda”, revela o usuário assíduo do serviço. De tanto que já ligou, Seu Geraldo já consegue até reconhecer a voz de quem está do outro lado da linha. “Todo mundo lá já me conhece”, brinca.

 

Como parte essencial das atividades da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado, o secretário de Estado Chefe da CGE, Flávio Jucá, acredita que a Central 155 é peça fundamental para garantir a qualidade dos serviços prestados pelo Governo do Estado e para assegurar também os direitos dos cidadãos. “Como ferramenta de controle social, a Central 155 trabalha identificando onde não estamos indo tão bem e nos auxiliando a melhorar nossos serviços diariamente. Hoje o cidadão reconhece a credibilidade do trabalho da Central, porque sabe que quando ele desligar o telefone, ele terá o retorno do seu pedido no prazo determinado”, enfatiza o secretário.

 

Saiba mais

A Central 155 foi criada em 2008 no intuito de complementar e dar apoio ao serviço de Ouvidoria Geral do Estado. Atualmente, ela conta com 14 atendentes que se dividem em dois turnos de trabalho e que estão preparados para receber as demandas de ouvidoria e de acesso à informação relacionadas a todos os serviços públicos oferecidos pelo Governo do Estado do Ceará. Vinculada à Coordenadoria de Fomento ao Controle Social da CGE, o serviço disponibiliza atendimento de segunda a sexta-feira, das 8 às 20 horas, sem custo nenhum para o cidadão. É importante frisar que a Central não tem o poder de solucionar as demandas dos usuários, mas sim de registrá-las e encaminhá-las aos órgãos ou entidades responsáveis, além de fazer o acompanhamento dos registros.

 

26.01.2016

Assessoria de Comunicação da CGE – 85 3101.3474
Vandecy Dourado – Assessor de Comunicação (vandecy.dourado@cge.ce.gov.br)
Twitter: @ComunicacaoCGE
Facebook: www.facebook.com/CgeCeara

 

Ciro Câmara
Gestor de Célula / Secretarias
ciro.camara@casacivil.ce.gov.br

Coordenadoria de imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br     / 85 3466.4898