Pesquisa aponta aumento na agilidade operacional do Aeroporto de Fortaleza

28 de Janeiro de 2016

O relatório do 4º trimestre de 2015 da Pesquisa Permanente de Satisfação do Passageiro, realizada pela Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República com 15 aeroportos brasileiros, mostrou que o Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, ganhou agilidade operacional nos últimos três anos. Os critérios avaliados foram tempos de fila na imigração, emigração, nos totens de check-in e na aduana.

 

As notas dos critérios avaliados variam de 1 a 5. Na opinião dos entrevistados pela pesquisa, o terminal melhorou os tempos de fila na imigração (nota 4,59, 27% melhor que os 3,60 verificados no 1º trimestre de 2013), na emigração (4,40 ante os 3,85 no início de 2013), nos totens de check-in (4,91 frente a 4,57 no início da pesquisa; variação positiva de 7,4%) e na aduana (que hoje chega a 3,85, melhor que a marca do início de 2013, que era de 3,59). O tempo médio de espera na fila de emigração, que já foi de 8 minutos, se mantém desde o 2º trimestre de 2015 em 1 minuto, tanto para voos nacionais quanto para internacionais. Já na área de aduana, não há filas.

 

Dos 48 indicadores medidos pela pesquisa no Aeroporto Internacional Pinto Martins, 36 têm performance acima da meta de desempenho estabelecida pelo governo federal, que é manter os serviços, atendimento e itens de gestão aeroportuária avaliados a um patamar igual ou acima de 4, em uma escala que vai de 1 a 5. A disponibilidade de tomadas no terminal é a melhor entre os 15 aeroportos avaliados, com nota 4,20. A cordialidade dos funcionários de lanchonetes e restaurantes também recebeu boa avaliação: 4,30.

 

Índices de satisfação

 

Ao todo, 48 índices de satisfação são medidos trimestralmente. Para a edição do 4º trimestre de 2015, foram consultados 13.241 passageiros nas áreas de embarque e desembarque de 15 aeroportos brasileiros, que concentram 80% da movimentação dos terminais aéreos do País. O nível de confiança da pesquisa é de 95%, com margem de erro de 5%. Os resultados geram relatórios personalizados, que são enviados aos 15 aeroportos pesquisados.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República

 

28.01.2016

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado Ceará
Casa Civil / 85 3466.4898