Estado entrega 496 moradias a beneficiários do Projeto Maranguapinho

3 de fevereiro de 2016

O governador Camilo Santana e ministro das Comunicações, André Figueiredo, participaram de videoconferência com a presidenta Dilma Rousseff, na entrega de 7840 moradias em cinco estados.

Ao lado do governador Camilo Santana e do ministro das Comunicações, André Figueiredo, a diarista Luciana Lima da Silva, 23 anos, subiu ao palco para representar os beneficiários do projeto Rio Maranguapinho que receberam novos apartamentos na manhã desta quarta-feira (3), em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. “Hoje, estão sendo entregues 496 novos apartamentos a famílias como a da Luciana, que está aqui ao meu lado, com seus filhos Luan e Luana, de cinco e quatro anos. Lembram os meus filhos, porque esse é o grande programa que resgata cidadania, dignidade, para famílias que moravam em áreas de risco. O que todos querem para sua família”, destacou Camilo.

MCMV CAUCAIAO evento em Caucaia fez parte da entrega simultânea pelo programa Minha Casa, Minha Vida de 7840 imóveis. Além do Ceará, municípios do Maranhão, Bahia, Paraná e São Paulo também entregaram chaves a famílias com renda até R$ 1,6 mil.

Luciana conta que estava nervosa, não por se expor em uma videoconferência para todo o Brasil, com a presidenta Dilma Rousseff e demais autoridades. Mas pela perspectiva de vida que o novo endereço representa. “Morava à beira do mangue. Meu quintal era mato e quando chovia, virava uma lagoa. Você não tem noção de como é acordar com todo tipo de bicho. Já achei rã na minha cama. Nunca possuí uma casa na minha vida. E aqui é tudo novo, não tenho nem o que dizer”, comemorou emocionada a mãe de três crianças, Jean (6 anos), Luan (5) e Luana (4).

As 496 unidades habitacionais entregues fazem parte do módulo VIII do residencial José Lino da Silveira, onde foram investidos R$ 29.198.439,57, com contrapartida do Tesouro Estadual no valor de R$1.115.515,86.

Esta é a primeira entrega no Ceará de um empreendimento ligado ao Programa Minha Casa, Minha Vida vinculada diretamente a projetos de urbanização do Estado. “Esse módulo é o primeiro que está vinculado ao projeto de urbanização do Maranguapinho. Essas famílias estão saindo de área de risco, estão recebendo seu apartamento e, nesse caso, elas não pagam absolutamente nada pelo imóvel. A partir de agora, todas essas famílias já estarão residindo nesse lugar digno e muito importante para elas”, afirmou o governador.

O ministro André Figueiredo lembrou o trabalho realizado por Camilo à frente da Secretaria das Cidades para concretizar o projeto Maranguapinho, e destacou como próximo passo o acesso à internet nos residenciais e escolas. “O Governo Federal, junto com o Governo do Estado, está beneficiando muitas famílias que agora vão morar em condições dignas. Se existe algo que faz a materialização de um sonho é a pessoa ter acesso a uma casa”, afirmou.

MCMV CAUCAIA 1Para o vice-prefeito de Caucaia, Paulo Guerra, as chaves entregues “não vão abrir uma porta e sim, mudar muitas vidas”. Participaram também do evento, a vice-governadora Izolda Cela, os secretários Josbertini Clementino (Trabalho e Desenvolvimento Social), Quintino Vieira (adjunto – Cidades), e o superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Regino Pinho.

O residencial
O residencial José Lino da Silveira é composto por oito módulos, totalizando 2.656 unidades habitacionais. Até 2015, já foram entregues 944 apartamentos referentes aos módulos II, IV e VI. Cada unidade possui 43m², divididos entre dois quartos, sala, cozinha, área de serviço e banheiro social.

Ao todo, o complexo está recebendo recursos no valor de R$177.595.792,77, com aporte do Governo do Estado de R$21.111.212,87.

MCMV CAUCAIA 5Projeto Maranguapinho
A professora Marta Maria Pinheiro, 35 anos, ficou apreensiva quando soube pelas assistentes sociais que teria de se mudar da comunidade onde nasceu, no bairro Quintino Cunha, em Fortaleza. “Eu nunca tinha me mudado na vida. Mas quando eu cheguei aqui e vi essa casa toda novinha, pintada, tudo que todo mundo quer, não tem como não gostar. Posso dar qualidade de vida para minhas filhas”, disse ela, já acrescentando que o temor inicial se dissipou.

Assim como a diarista e a professora, outras famílias estavam ansiosas para a mudança de vida. “Quero entrar logo na minha casa”, comentava uma senhora beneficiada pelo projeto Rio Maranguapinho, considerado a maior obra de intervenção urbana prevista no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal.

O projeto está dividido em seis trechos nos municípios de Fortaleza, Maranguape, Maracanaú e Caucaia, e compreende ações como controle e amortecimento de ondas de cheias, dragagem do rio, urbanização, saneamento, habitação popular e projeto técnico-social. São 44,4 Km de extensão de intervenções urbanas, onde está sendo investido por meio do PAC I e II um total de R$ 1.027 bilhão de reais. Ao seu final, o projeto beneficiará 5831 famílias com as intervenções.

Aedes aegypti
Durante a videoconferência, a presidenta Dilma Rousseff, reforçou o combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. Ela pediu a colaboração da população. Antes, o ministro André Figueiredo fez questão de lembrar a campanha preventiva encabeçada pelo Estado do Ceará para combater o mosquito. “Essa é uma guerra que nós estamos vencendo”, destacou o ministro. O governador, por sua vez, destacou os cuidados para evitar a proliferação do inseto e pediu aos novos moradores: “cuidem do que é um patrimônio de vocês”.

03.02.2016

Giselle Dutra
Gestora de Célula / Secretarias

Fotos: Carlos Gibaja

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivi.ce.gov.br / (85) 3466.4898