Ceará tem redução de 25,3% nas mortes violentas em janeiro

4 de fevereiro de 2016

Foram 109 vidas salvas em janeiro de 2016, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Governador enalteceu a transparência na divulgação dos dados pelos órgãos de segurança pública do Estado

O Ceará registou no primeiro mês do ano de 2016 queda de 25,3% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – que englobam homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte – em comparação com o mesmo período de 2015. O recorte revela que 109 vidas foram salvas no Estado em janeiro. Os dados foram apresentados e discutidos, nesta 160204 SSPDS MG 4287 webquinta-feira (4), pelo governador Camilo Santana, durante participação mensal na reunião de monitoramento do Programa “Em Defesa da Vida”, na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em Fortaleza.

“Temos percebido nos resultados que nossas ações estão surtindo efeitos positivos em nosso Estado. Continuamos com um trabalho integrado, focando nas áreas mais críticas, com aumento no efetivo, interiorização das ações, estratégia. E adianto a todos que, o que pudermos fazer para diminuir ainda mais, nós estamos dispostos e trabalhando muito. Dialogando com todos os órgãos, poderes e sociedade civil para que possamos envolver todos na 160204 SSPDS MG 4340 webbusca de um Ceará cada vez mais pacífico”, destacou o governador, lembrando que “não há tempo para comemorar nem lamentar os dados”.

Em números absolutos, o Estado registrou 322 CVLIs no mês passado, contra 431, em janeiro de 2015. São 109 vítimas a menos. Já na Capital, aconteceram 96 crimes em janeiro último – 96 a menos que os 192 casos registrados em 2015, o que significa redução de 50%. Na Região Metropolitana de Fortaleza, aconteceram 84 crimes; no mesmo período de 2015, foram 91 – o que gerou uma redução de 7,7%. O Interior Norte também teve diminuição – 9,1%, 160204 SSPDS MG 4333 webpassando de 66 CVLIs para 60. O Interior Sul apresentou empate com 82 casos.

As ações integradas realizadas pela Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Perícia Forense; o trabalho focado em levantamentos da inteligência e em dados e análises estatísticas e criminais, como os horários, dias da semana e locais em que mais acontecem crimes, que são repassados para os responsáveis pelas 18 Áreas Integradas de Segurança (AISs), são determinantes para que o número de CVLIs venha caindo. No ano passado, o Estado do Ceará apresentou queda de 9,5% nas ocorrências – e Fortaleza 17%. As diminuições são superiores à meta estadual de – 6% e à meta nacional do Ministério da Justiça, que é – 5%.

Transparência

Segundo o governador, a responsabilidade das ações do Governo tem se dado pela total transparência dos dados revelados pelos órgãos de segurança pública do Estado. “Temos total dedicação de passar com toda a transparência os resultados que obtivemos da segurança em nosso Estado. Nossas estatísticas são referências em transparência. Além disso, temos o compromisso em atender o povo do nosso Estado com ações de segurança integradas. Por isso, não vou sossegar, durante os três anos que tenho de Governo, para que possamos entregar para o povo do Ceará um território de paz e de mais tranquilidade. Vou me dedicar, mesmo sabendo que é um ano de muitas dificuldades, e vamos continuar investindo na segurança pública do nosso Estado”.

O procurador-geral da Justiça no Estado, Plácido Rios, chefiou comitiva do Ministério Público convidada para acompanhar a reunião. Ele considerou exemplar a ação do Estado. “Esses dados que são discutidos e analisados com todo afinco pelo Governo do Estado demonstram a importância que tem se dado para uma área tão importante para a sociedade. Isso é um sinal de eficiência, competência, de trabalho sério. Muito interessante perceber a forma com que os órgão de segurança interagem, convergindo para um mesmo objetivo. Espero que nos convidem sempre que necessário, pois teremos a imensa honra de participar e dar nossa contribuição dentro das ações feitas pelo Governo do Estado”, salientou o procurador.

Destacando que não se pode descansar, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Delci Teixeira, comentou que os trabalhos devem ser sempre intensificados, buscando ainda mais a melhoria da segurança no Estado. “As estatísticas nos dão o norte e enfatizam nossas ações em todas as Áreas Integradas de Segurança do Estado. O que se pode dizer, atualmente, é que nossos esforços já estão sendo correspondidos e nos resultados satisfatórios”, comentou o secretário.

Participaram da reunião mensal, o chefe de gabinete, Élcio Batista; chefe de gabinete da vice-governadoria, Fernando Oliveira; procurador geral do Estado, Juvêncio Viana, além das presenças dos comandantes das vinculadas da SSPDS (Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Perícia Forense); servidores, através de videoconferência, transmitindo imagens das corporações de cinco cidades do Interior (Sobral, Crateús, Quixadá, Russas e Juazeiro do Norte) e cerca de 60 profissionais das forças de segurança.

Foto: Carlos Gibaja

04.02.2016

Wilame Januário
Repórter / Célula de Reportagem

Ciro Câmara
Gestor de Célula / Secretarias

Coordenadoria de imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br     / 85 3466.4898