Mortes violentas no Ceará caem 30,3% durante o Carnaval

11 de fevereiro de 2016

Na manhã desta quinta-feira (11), a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Estado do Ceará, em conjunto com as suas vinculadas – Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Perícia Forense –, apresentou o resultado da Operação Carnaval 2016. Os dados mostram uma redução de 30,3% no número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – que englobam homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte – em comparação com o mesmo período de 2015. Este ano, foram registrados 53 homicídios e em 2015 foram 76. A Operação Carnaval 2016 iniciou na sexta-feira (05), às 18 horas, e se estendeu até às 6 horas dessa quarta-feira (18).

A queda nos registros de CVLI também aconteceu em três dos quatro territórios do Estado. Na Capital, foram 10 em 2016 e 25 em 2015, uma redução de 60%. No Interior Sul, foram 13 neste ano e 23 em 2015, o que representa – 43,5%. Já no Interior Norte, aconteceram 12 crimes em 2016 e 15 em 2015 – uma diminuição de 20%. O único território que teve acréscimo foi a Região Metropolitana de Fortaleza, onde foram registrados 18 CVLIs, em 2016, e 13 em 2015 – uma alta de 38,5%.

O coordenador de Planejamento Operacional da SSPDS, delegado Fernando Menezes, afirma que o resultado da Operação é o reflexo da atuação integrada das vinculadas, principalmente para os CVLIs, no qual houve uma redução substancial. “Isso mostra que o trabalho desenvolvido pela SSPDS, através do Programa em Defesa da Vida, está trazendo resultados positivos para a segurança pública do Estado”, completou o delegado. 

Durante o período carnavalesco, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) abordou 26.736 veículos, 38,5% a mais que em 2015, nas rodovias estaduais. Destes, 598 foram apreendidos. As autuações pela Lei Seca aumentaram. Foram 567 neste ano, 32,2% casos a mais do que no ano passado, em que foram atuadas 429 pessoas. Neste carnaval, 569 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram apreendidas, enquanto em 2015 foram 424.

Como resultados do trabalho desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros Militar, foram registradas 8.919 ações de prevenção, com a distribuição de pulseiras em locais de aglomeração de pessoas, contendo o nome completo da criança e do responsável, endereço e telefone de contato. Sete pessoas foram vítimas de afogamento fatal, no feriado deste ano, enquanto no ano passado foram três.

Armas e presos
A Polícia aprendeu 66 armas, durante o Carnaval. Destas, 14 foram em Fortaleza, oito na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e 44 no interior do Estado. Em 2014, o número de apreensões de armas foi de 75. Foram presas e apreendidas em flagrante 471 pessoas. A maioria, no interior, com 274 autuações. A Capital e RMF somaram 197 autuações.

11.02.2016

Assessoria de Comunicação da SSPDS

Kélia Jácome
kelia.jacome@sspds.ce.gov.br / (85) 3101.6517

Foto: Elayne Costa / SSPDS

Ciro Câmara
Gestor de Célula / Secretarias
ciro.camara@casacivil.ce.gov.br

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898