Novo modelo de identificação de pacientes é implantado no Hospital César Cals

25 de Fevereiro de 2016

Todo paciente que chega ao Hospital Geral Dr. César Cals, da rede pública do Governo do Estado, tem seus dados, como nome, idade, data de nascimento, entre outros, inseridos no prontuário, na ficha de internação, no sistema informatizado e agora na pulseira de identificação. Na segunda-feira (22), quando foi implantado o novo modelo de identificação, os pacientes internados passaram a receber a pulseira, onde são informados dados como o nome do paciente, a data de nascimento, o número do prontuário e o nome da mãe do paciente.

A pulseira de identificação irá reforçar ainda mais os mecanismos já adotados para garantir toda segurança possível ao paciente internado, no ato de conferência dos dados. As informações são essenciais para que os profissionais de saúde possam confirmar e assegurar que o paciente receba a condução correta do seu tratamento em todos os estágios da internação.

O agricultor Joseane Silveira de Moraes recebeu a pulseira assim que foi internado na terça-feira (23). Ele sofreu um derrame pleural e está em tratamento no Bloco 500, destinado às doenças respiratórias. Segundo Joseane, é a primeira vez que ele utiliza esse tipo de identificação. “Toda inovação é muito válida, desde que venha melhorar o atendimento”, ressalta. Para Núcleo de Assistência à Segurança do Paciente (NASP) e a Gerência de Risco, o uso da pulseira é mais um instrumento voltado para evitar a ocorrência de eventos adversos, garantindo mais segurança aos pacientes internados.

A partir de agora, os profissionais de saúde responsáveis pelos cuidados dos pacientes, além de conferir as informações no prontuário, na ficha de identificação e na placa informativa de cada leito, deverão checar os dados nas pulseiras. A conferência ocorre antes da realização de qualquer exame, administração de medicação, verificação de sinais vitais e procedimentos, transferências, entrega de exames, carta de alta, antes da alimentação e, com especial atenção, antes do paciente ser encaminhado para procedimentos cirúrgicos.

No Hospital César Cals, a identificação dos pacientes está de acordo com as diretrizes da Portaria GM/ MS nº 529/ 2013 e a RDC/ Anvisa nº 36/ 2013, que institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente, no qual devem ser observadas a criação do Núcleo de Segurança do Paciente, notificação de eventos adversos e adoção de medidas para evitar riscos no cuidado em saúde. O paciente, identificado no ato da admissão, possui um prontuário com todas as informações relevantes, como exames, diagnóstico, medicação, anamnese, evolução do quadro clínico, condutas, entre outras. A pulseira de identificação é mais um instrumento voltado para fortalecer a política de segurança.

Foto: Assessoria de Comunicação do HGCC

   

25.02.2016

Assessoria de Comunicação do HGCC
Wescley Jorge
ascom@hgcc.ce.gov.br / 85 3101.5323
Facebook.com/HospitalGeralCesarCals
Twitter: @Hosp_CesarCals

 
Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

 Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado do Ceará
 Casa Civil / 85 3466.4898