Internas do presídio feminino recebem certificado em capacitação e empreendedorismo

2 de março de 2016

Na sexta-feira (4), mais de 40 internas ganharão certificado do projeto Querer para os cursos de maquiagem, manicure, depilação e cabeleireira

O processo de humanização no sistema prisional cearense dá mais um passo à frente na próxima sexta-feira (4). Numa parceria entre a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus), o Serviço Nacional do Comércio (Senac) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), serão certificadas 46 internas do Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa (IPF) pelo projeto Querer.

A solenidade acontece no auditório do Senac, no Centro, às 14 horas, e contará com a presença do secretário da Justiça e Cidadania, Hélio Leitão, do presidente da Fecomércio, Luiz Gastão, e do superintendente do Sebrae, Joaquim Cartaxo. Na ocasião, as internas irão assistir a um vídeo que mostra como empreender o próprio negócio. As alunas receberão certificações dos cursos de manicure e pedicure, depilação, maquiagem e cabeleireira assistente. Algumas internas receberão mais de um certificado, já que frequentaram mais de um tipo de treinamento.

Durante a solenidade serão ainda anunciadas 80 vagas para os cursos de maquiagem, manicure, depilação e cabeleireira no IPF e mais 40 vagas para cursos de produção de salgados no IPPOO II.

Para o secretário da Justiça e Cidadania, Hélio Leitão, o projeto é uma oportunidade de despertar o empreendedorismo entre os internos. “Conhecendo o preconceito que ainda resiste na sociedade, incentivar o empreendedorismo é uma forma de dar uma oportunidade, de ter uma ocupação sem depender de outras pessoas”, destaca Leitão.

De acordo com a Diretora Regional do Senac/CE, Ana Cláudia Martins, a atuação do projeto Querer reafirma a contribuição do Senac como agente transformador social no Estado. Segundo ela, a cerimônia de certificação é uma forma de celebrar o momento de mudança e estimular a contínua busca por um novo caminho de oportunidades. “Estas mulheres acreditaram que é possível apostar nelas mesmas, a partir da inserção no mercado de trabalho. O Projeto, por meio dos cursos de qualificação, oficinas e consultorias, oportuniza a inclusão produtiva e consequentemente a ressocialização. Esse momento marca a reconquista da dignidade e da cidadania”.

A capacitação realizada pelos instrutores do Senac acontece dentro das unidades prisionais e dura entre dois e três meses. O Sebrae realiza oficinas do SEI (SEI Comprar, SEI Vender, SEI Planejar), incentivando entre os internos o empreendedorismo. Após saírem do sistema e acompanhados pelo Serviço Social da Sejus, eles podem solicitar o CredAmigo, programa de microcrédito do Bando do Nordeste, para iniciarem longe das grades o próprio negócio. 

SERVIÇO:

Certificação do Querer

Onde: Senac – Av. Tristão Gonçalves, 1245
Quando: sexta-feira, 4, às 14h

02.03.2016

Camille Soares
Assessora de Imprensa da Secretaria da Justiça e Cidadania
85 3101.2862
ascom.sejus@gmail.com

Ciro Câmara
Gestor de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado Ceará
Casa Civil / 85 3466.4898