#DiaDeSãoJosé: Data marca a esperança dos cearenses por chuvas

19 de março de 2016

 

Mais que nos outros dias do ano, é no dia 19 de março que os cearenses olham para o céu cheios de esperança. A data em que se comemora o Dia de São José, santo padroeiro do Estado do Ceará, traz consigo uma forte tradição. A chegada de chuva é o prenúncio de um ano farto e de boa safra. Por esse motivo, para a maioria dos sertanejos cearenses, a crença no santo traz um sentimento de alento, conforto e paz.  Marcando o período de comemorações, tendo em vista que o Dia da Água também se aproxima, a Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado preparou uma série especial sobre as ações que combatem os efeitos da estiagem. Na primeira matéria, você vai conhecer os projetos desenvolvidos em todo o Ceará, a estrutura que garante segurança hídrica, além das ações emergenciais que favorecem o abastecimento mesmo após anos consecutivos de chuvas abaixo da média.


 MVS1586

Hoje, não só a fé toma as ruas das cidades cearenses: o Governo do Estado anuncia investimentos que chegam a R$ 179 milhões em segurança hídrica para todo o Ceará.

RinteriorchuvaÉ nos primeiros meses do ano que a preparação do solo, a plantação de sementes e o aguardo das nuvens carregadas para fazer brotar o sustento enchem de esperança os milhares de agricultores que enfrentam os desafios de convivência com o semiárido.  As características do solo e do clima fizeram do Estado um celeiro de ações para garantir abastecimento de água, mudando a realidade, mostrando que as esperanças não caem só do céu.

 MVS1670Neste dia de São de José, não só a fé toma as ruas das cidades cearenses: o Governo do Estado anuncia investimentos que chegam a R$ 179 milhões em segurança hídrica para todo o Ceará. Uma série de ações de convivência com o semiárido será apresentada pelo governador Camilo Santana em visita, neste sábado (19), às cidades de Ibaretama, Quixadá e Mauriti. Ao todo, são 172 cartas de crédito para a implantação de sistemas de abastecimento d´água em 65 municípios, beneficiando 15.320 famílias. No total, 96 municípios cearenses serão atendidos com os projetos produtivos, módulos sanitários, assistência técnica e sistemas de abastecimento. As ações reforçam a estrutura de segurança hídrica e de convivência com o semiárido, possibilitando o abastecimento de água mesmo após cinco anos de chuvas abaixo da média.

Os investimentos são permanentes no Estado. O Governo do Ceará, por meio de suas secretárias e órgãos vinculados, realiza ações, através de programas e políticas de desenvolvimento do semiárido cearense. São instalações de cisternas, projetos de abastecimento e transferência de água, liberação de recursos, logística na distribuição cereais. Todas essas ações de convivência com a seca deixam o Ceará na vanguarda em comparação com os outros estados do Nordeste.

Com a apresentação do Plano Estadual de Convivência com a Seca, anunciado em fevereiro de 2015, o Governo do Estado tem voltado sua atenção para ações estruturantes de convivência com o semiárido. O plano prevê medidas emergenciais, estruturantes e complementares em cinco eixos de atuação: segurança hídrica, segurança alimentar, sustentabilidade econômica, conhecimento e inovação.

As ações emergenciais buscam a diminuição dos efeitos da seca em curto, médio e longo prazos, unindo forças com o Governo Federal. Entre as ações, estão a perfuração de poços que só em 2015, foram 1.200 perfurados. A instalação de cisternas chegou ao número de 21 mil só no ano passado, quando também foram instalados 118 sistemas de abastecimento de água. Somando 2015 e 2016 foram 330 km de adutoras, além das ações de dessalinização, reforço da operação carro-pipa e início da operação em áreas urbanas.

Investimentos em 2015

RagricultorplantaçãoEntre essas ações, está o financiamento de R$ 5 milhões para projetos produtivos, beneficiando 858 famílias, através do Fundo Estadual de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Fedaf). Com o recurso, foram beneficiadas pequenas agroindústrias do interior do Estado, com a aquisição de equipamentos para microgeração de energia solar e eólica, além do investimento na fruticultura irrigada.

Também foi viabilizada a adesão de 320.304 agricultores familiares ao Garantia Safra, indenizando 119 Municípios no Ceará, no valor de R$ 213.183.400,00, por meio do pagamento de benefício de R$850,00 para 250.804 famílias. Através de políticas de Convivência com o Semiárido e Transição Agroecológica, foram implantadas 2.250 cisternas de enxurrada de 2a água, proporcionando segurança alimentar e oportunidade de comercialização do excedente de produção.

Já dentro do programa Hora de Plantar, estão sendo investidos R$ 18 milhões para a distribuição de 8 milhões de raquetes de palma forrageira, 7.421,5 m³ de manivas de mandioca, 374.531 mudas de cajueiro, 105.140 mudas de essências florestais e 3.332,5 toneladas de sementes, beneficiando 130.996 famílias. Além disso, a revitalização da cajucultura permitiu recuperar 3.884 hectares de cajueiros improdutivos, por meio de substituição de copas, beneficiando diretamente 623 produtores.

Através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA Alimentos), o governo realizou compra direta, com doação simultânea em 99 municípios, no valor de R$ 12.719.926,90 ? adquirindo a produção de alimentos proveniente de 2.632 agricultores familiares e realizando a doação de 2.868,4 toneladas de alimentos a 1.047 entidades socioassistenciais locais, beneficiando 237.282 pessoas em estado de vulnerabilidade social e em insegurança alimentar e nutricional.

Projeto São José e Programa Água Para Todos

R MVS1615Foram implantados, ainda, 41 Sistemas de Abastecimento de Água, beneficiando 5.143 famílias com ligações domiciliares, além da implantação de 3.900 módulos sanitários, beneficiando 58 comunidades rurais (15.600 pessoas). O projeto também viabilizou a licitação de 28 Sistemas de Abastecimento de Água e 2.662 módulos sanitários, orçado em R$ 47 milhões. Além disso, uma nova licitação contemplará 217 Sistemas de Abastecimento de Água, orçada em R$ 80 milhões, beneficiando 17 mil famílias com ligação domiciliar, em 60 municípios.

No ano passado, pelo Programa Água Para Todos, cerca de 14.280 cisternas de placas foram instaladas em todo Estado, beneficiando 71.400 pessoas. Foram instaladas também 78 sistemas de abastecimento de água, no valor de 14,3 milhões, beneficiando 3.778 famílias com ligações domiciliares.

Desenvolvimento Agrário

Através do Instituto de Desenvolvimento Agrário do Estado (Idace), foram emitidos 7.963 títulos de terras, beneficiando 51 municípios. O órgão também realizou, pelo Programa de Regularização Fundiária, a regularização de 13.071 posses em 13 municípios, beneficiando 53.852 famílias; além da elaboração de 21 Projetos Produtivos, no valor de R$ 1.103.306,60, para comunidades quilombolas, pescadores artesanais, indígenas e atingidos por barragens, beneficiando 1.391 famílias.

Ao longo desta série especial, outras ações e intervenções tocadas pelo Governo do Estado serão apresentadas, percorrendo as diversas regiões do Ceará e as estratégias que unem tecnologia avançada, conhecimento técnico, planejamento e ação para dar apoio ao homem do campo possibilitando a chegada da água nas regiões que mais precisam.

Fotos: Acervo Casa Civil

 

19.03.2016

* Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Agrário – SDA

Wilame Januário
Repórter/Célula de Reportagem

Ana Martins e Wania Caldas
Gestoras de Células / Secretarias e Conteúdo

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado do Ceará
Casa Civil / 85 4366.4898