Teatro de fantoches aposta no humor para despertar cuidados com a água

21 de março de 2016

 

R01
Nesta segunda-feira (21), comemora-se o Dia Universal do Teatro. Na série sobre a semana da água, o Governo do Estado apresenta como a arte pode difundir o uso consciente dos recursos hídricos e reforçar a relação do homem com a água.

Com linguagem simples e personagens engraçados, o teatro de fantoches ganha vida e envolve centenas de crianças – e adultos – em torno de temas importantes como o uso consciente da água e o combate ao mosquito Aedes aegypti. É a arte ganhando movimento e fazendo valer a premissa de que o teatro é capaz de sensibilizar e transformar.

Na Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), essa arte é representada pelo teatro de fantoches, importante ferramenta socioeducativa que contribui para a formação cidadã de crianças e adultos, disseminando, de forma lúdica e com uma linguagem leve, temas como o uso consciente da água, a importância de se ligar à rede de esgoto e o descarte correto do lixo.

O teatro da Cagece já conta com uma história de 15 anos e atualmente possui uma equipe de cinco colaboradores que trabalham desde a criação dos textos até a apresentação dos fantoches. Destinado às escolas, o público não se limita a esse cenário. Desde shoppings e órgãos públicos, até casas religiosas e comunidades: onde for preciso, o teatro está presente.

Com uma agenda sempre lotada, o teatro chega a fazer mais de 40 apresentações por mês. “Todos os dias a gente tem uma apresentação pela manhã e uma à tarde. Em certas ocasiões, precisamos fazer mais do que duas por dia. Às vezes fazemos à noite, às vezes no sábado, no domingo e até feriado. Onde existe a necessidade da apresentação do teatro a gente vai lá e atende”, comenta Victor Eduardo, responsável por criar as esquetes apresentadas.

Além do bom humor presente em todas as apresentações, outra característica do teatro de fantoches da Cagece é a pluralidade dos temas. “Agora estamos fazendo muitas apresentações sobre saneamento básico, tema ligado à Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016, e de combate ao Aedes aegypti, alertando sobre os riscos da zika, microcefalia e chikungunya”, conta Roselena Pereira, integrante do teatro há mais de dez anos. Com o objetivo maior não de entreter, mas de criar multiplicadores de opinião dos temas apresentados, o teatro de bonecos segue com uma forte ferramenta educativa no nosso estado. 

Serviço:

Para solicitar a apresentação do Teatro de Fantoches da Cagece entre em contato com a Gerência de Responsabilidade e Interação Social pelo telefone 85 3101.1747.

Fotos: Deivyson Teixeira

 

 

 

21.03.2016

 

Assessoria de Comunicação da Cagece
Dalviane Pires – (85) 3101.1826 ou 98878.8932
dalviane.pires@cagece.com.br

Vídeo:
Weberte Lemos
Gestor / Célula de TV

 

Giselle Dutra e Wania Caldas
Gestoras de Célula / Secretarias e Conteúdo

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898