Estradas estaduais: menos mortes e mais abordagens em abril de 2016

3 de Maio de 2016

Seguindo os resultados apresentados desde o início deste ano, abril foi um mês mais tranquilo nas rodovias estaduais, se comparado ao mesmo período do ano passado. Houve 10% menos vítimas fatais em acidentes, caindo de 30 para 27 mortes. Já o número de veículos abordados cresceu 15%, passando de 93.476 para 107.454. Os índices são reflexos das ações desenvolvidas pelo Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) e pelo Batalhão de Divisas, que atuam diretamente no policiamento e prevenção de acidentes nas CEs.

Já o número de notificações passou de 19.772, em abril de 2015, para 33.256, no mês passado, correspondendo a um aumento de 68%. O número de flagrantes realizados em estradas estaduais também teve crescimento (3%) no período, indo de 58 para 60. Foram apreendidas 1.141 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs), em abril deste ano, e 937 unidades, no mesmo mês de 2015 – uma alta de 22%. O número de armas de fogo apreendidas também apresentou aumento, passando de cinco para 18, no período.

Para o coronel Paulo Sérgio, comandante do BPRE e do Batalhão de Divisas, o acréscimo nas apreensões de drogas e armas é resultado das abordagens. “Graças à intensificação nas abordagens, mais drogas e armas foram tiradas de circulação”, frisa. Ele ainda detalha que os bons resultados são obtidos com o apoio de agentes do Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE), nas fiscalizações. Neste ano, as atuações do BPRE também foram intensificadas na Capital, com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) de Fortaleza. Ao todo, o Ceará possui 24 postos do BPRE, com outros dez em construção.

“O aumento no número das abordagens reflete na redução dos acidentes. À medida que as fiscalizações são intensificadas, os condutores vão se conscientizando sobre a mistura perigosa entre álcool e direção”, analisa o comandante.

Acumulado do ano

Os quatro primeiros meses de 2016 tiveram 21 mortes a menos nas CEs se comparados com o mesmo período de 2015. Em 2016, foram 107, enquanto em 2015 foram 128, o que representa uma queda de 16%. Se contabilizadas apenas as mortes relacionadas a motos e ciclomotores, a redução foi de 6%, passando de 67 para 63 vítimas fatais.

De janeiro a abril deste ano, o número de veículos abordados cresceu 21%, indo de 335.133, no mesmo período do ano passado, para 404.360. Já as notificações passaram de 69.375 a 117.899 – um incremento de 70%. Foram realizados 31% mais flagrantes que em 2015, tendo sido registrados 301 nos quatro primeiros meses desse ano contra 229 no mesmo período do ano passado. A quantidade de CNHs apreendidas cresceu 49%. Foram 4.614 unidades apreendidas contra 3.088 em 2015. Ao todo, neste ano, 155 pessoas foram autuadas por conduzir veículos sob a influência de álcool ou substância de efeitos análogos, com base no Artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O aumento também foi obtido nas apreensões de drogas. Neste primeiro quadrimestre, foram recolhidos 35 kg de entorpecentes nas rodovias, 150% a mais do que em 2015 – com 14 kg. Também uma quantidade maior de armas foi apreendida neste ano. Ao todo, foram 50 contra 26 no ano anterior.

03.05.2016

Kélia Jácome,
Coordenadora de Comunicação,
Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS),
Governo do Estado do Ceará,
(85) 3101.6517 e 98766.0028

Assinatura coornenadoria matérias