Representantes de entidades voltadas para o público LGBT apresentam propostas à SSPDS

17 de Maio de 2016

 

As sugestões apresentadas foram eleitas durante a III Conferência Estadual de Políticas Públicas para LBTG no Ceará, realizada em março deste ano

 

Criação de um serviço estadual de denúncias 0800 para registrar e encaminhar casos de LGBTfobia e de um formulário para quantificar situações de violência contra LGBT.  Essas foram algumas das propostas apresentadas pela comissão formada por representantes de entidades voltadas para o público LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) ao secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Delci Teixeira, durante reunião realizada, hoje (17), na sede da SSPDS.

“Nosso objetivo é abrir diálogo para traçar estratégias”, disse Narciso Junior, coordenador Especial de Políticas Públicas para LGBT do Governo do Ceará. Além de Narciso e do titular da SSPDS, também participaram da reunião: o secretário adjunto da pasta, coronel Lauro Prado; Mitchelle Meira, representante do Fórum Cearense LGBT; Samilla Marques, da Rede Trans Brasil e coordenadora de Diversidade Sexual do município de Pacatuba; Renan Ridley, coordenador adjunto da Coordenadoria Especial para LGBT, e o coronel Carlos Gurgel, representante da Coordenadoria de Defesa Social (CODS) da SSPDS.

As sugestões apresentadas foram eleitas durante a III Conferência Estadual de Políticas Públicas para LBTG no Ceará, realizada em março deste ano. Para que as propostas – que se referem ao segmento da segurança pública – sejam adotadas, a proposta apresentada pela comissão é a criação de um Grupo de Trabalho (GT) de segurança pública LGBT, para dar prosseguimento às discussões e estratégias a serem elaboradas. Para o secretário Delci Teixeira, esta discussão merece ser aprofundada. “Precisamos envolver os comandantes (dos órgãos vinculados à Secretaria) para discutirmos o assunto”, pontuou Delci. A próxima reunião deverá contar também com as presenças dos titulares das Polícias Civil e Militar, da Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp) e do coordenador da Assessoria de Análise e Estatística e Criminal (AAESC) da SSPDS, entre outras pessoas.

O encontro desta tarde (17) faz parte da programação alusiva ao Dia Internacional de Combate à LGBTransfobia, que é celebrado no dia 17 de maio. Desde a data, no Ceará são realizadas atividades em alusão ao tema, que se encerram no próximo dia 21. Narciso Junior também aponta uma das conquistas do público LGBT em solo cearense, como a criação da Coordenadoria de Políticas Públicas, entre outras ações. Mas, os avanços não devem parar por aí. O coordenador ainda destaca algumas metas para este ano, como a implantação do Conselho Estadual de Combate à Homofobia e o Lançamento do Plano Estadual de Combate à Homofobia, além de fortalecer os movimentos sociais.

Conheça a causa

Caso alguém tenha interesse em conhecer a causa LGBT e queira participar dos movimentos promovidos por eles, pode entrar em contato com a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para LGBT, pelo número (85) 3133-3713 ou (85) 3133-3700.

Programação continua

18/5 (quarta-feira)

Blitz e Bandeiraço contra a Homofobia

Local: Av. 05 do Jereissati I (Maracanaú)

Horário: 18h

19/5 (quinta-feira)

Seminário “Diversidade Sexual e Combate à Homofobia se Debate Todo Dia”

Local: Centro Vocacional Tecnologico (CVT) em Acaraú

Horário: 8h às 12h

20/5 (sexta-feira)

Ato Show Cultural Contra a LGBTfobia

Local: Praça da Gentilândia – Av. 13 de Maio

Horário: a partir das 19h

(Atividade realizada em parceria com a Coordenadoria da diversidade Sexual da Prefeitura de Fortaleza)

21 de maio (sábado)

Encerramento da Semana de Luta Contra a LGBTfobia

Ato Show Ceará de Cidadania Contra a Homofobia

Local: Polo de Lazer do Jereissati II (Pacatuba)

Horário: a partir das 19h

 

 

17.05.2016

Kélia Jácome
Coordenadora de Comunicação
Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS)
(85) 3101.6517 e 98766.0028

 

Assinatura coornenadoria matérias