Praia Acessível recebe visita de 70 pessoas da Apae Maranguape

25 de Maio de 2016

Idealizado pelo Governo do Estado, o Projeto Praia Acessível tem como objetivo promover acessibilidade de idosos, pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida à praia

r MG 9952Crianças, adolescentes e adultos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Maranguape visitaram, nesta quarta-feira (25), o Projeto Praia Acessível, no Aterrinho da Praia de Iracema, em Fortaleza. Com idealização do Governo do Estado, a iniciativa tem como objetivo promover acessibilidade de idosos, pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida à praia. O projeto, inaugurado no dia 31 de março deste ano, é executado em parceria com a Prefeitura de Fortaleza e o Hotel Sonata de Iracema. A primeira-dama do Estado, Onélia Leite Santana, acompanhou a visita.

r MG 9984Onélia conversou com a presidente da Apae de Maranguape, Fátima Braga, e com o público atendido pela ação. Ela ressaltou a importância da visita de instituições de pessoas com deficiência e idosos ao projeto. “É muito importante que as entidades tragam esse público para o projeto. Ele foi pensado e está funcionando para que todos tenham acesso ao mar e aproveitem este momento de lazer com a família e amigos”, destacou.

R MG 0060

 

 

A presidente da Apae de Maranguape considera o projeto como um grande avanço em prol da política da pessoa com deficiência. “Eu só tenho a agradecer, em primeiro lugar, a Deus e depois agradecer a iniciativa tanto do governo estadual quanto do governo municipal. Vocês não sabem o quanto está trazendo de felicidade para cada um deles e para a família. Para mim é uma realização. Como eu ia fazer uma coisa dessas só? Tem que ter uma política pública muita avançada. Isso aqui é um avanço muito grande, uma conquista, um exemplo para o País”, pontuou Fátima.

 

A dona de casa Viviane Mendes e o filho de oito anos, Vitor Miguel, de Maranguape, que tem paralisia cerebral motora desde que nasceu, entraram no mar juntos hoje pela primeira vez. Ela e o filho utilizaram uma das cadeiras anfíbias do projeto para acessar ao mar. “Hoje foi a primeira vez! Eu me senti tão feliz por ter conseguido trazer o Vitinho. Se eu tiver oportunidade a gente vem de novo. O Vitinho gostou. Ele ficou reclamando quando saiu do mar. Ele está gostando de estar aqui. Ele está bem feliz. Ele fica direto conversando e rindo”, afirmou.

O estudante Jackson Fernandes, de 15 anos, também visitou o projeto acompanhado da mãe, a dona de casa Lucielma Fernandes, ambos de Maranguape. Lucielma descobriu a paralisia cerebral no filho desde o nascimento e relatou a dificuldade de trazer o filho à praia antes do projeto. Segundo ela, Jackson só tomava banho na beira do mar e tinha que levar o filho no colo. “Eu vejo o jeitinho dele sorrindo, feliz. Não tenho palavras. Só as minhas lágrimas já falam tudo. Ele feliz, eu estou feliz. Para mim é tudo de bom o que está acontecendo. Antes não existia o Praia Acessível e agora existe. Para mim é uma maravilha!”, disse, emocionada. E Jackson confirmou: “Gostei! Foi muito legal!”.

Praia Acessível

Há previsão de uma nova estação do Praia Acessível. Atualmente, está em fase de diagnóstico e em breve será anunciado o próximo município a receber a ação. A ação funciona de quarta a domingo, de 9h às 14h, no Aterrinho da Praia de Iracema, e oferece espaço de lazer com esteiras e cadeiras anfíbias, que possibilitam o acesso do público-alvo ao mar. O local ainda conta com estrutura para frescobol, vôlei adaptado, piscinas, cadeiras e mesas cobertas com toldos, banheiro acessível e itens de segurança. O investimento realizado pelo Governo do Estado em equipamentos foi de aproximadamente R$ 400 mil. Já a Prefeitura é responsável pela infraestrutura e logística. Técnicos, guarda-vidas do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal de Fortaleza foram capacitados para atuar no Praia Acessível.

25.05.2016

Assessoria de Imprensa do Gabinete da Primeira-Dama
Déborah Vanessa
85 98957.0292 | 3254.4028
deborah.vanessa@gabgov.ce.gov.br

 

Fotos: Marcos Studart / Governo do Ceará

 

Assinatura coornenadoria matérias