Simulação recorde marca 27 anos do Grupamento de Socorro e Urgência

31 de Maio de 2016


Teste realizado no Shopping Iguatemi foi o maior simulado de emergência já executado no Estado, mobilizando 400 participantes entre agentes públicos, privados e instituições de ensino

Imagine a seguinte situação: você e sua família estão no cinema. Com poucos minutos de filme, uma explosão inicia o desmoronamento de parte da estrutura, em meio ao fogo. Os minutos são perturbadores e r MVS5613parecem não passar. Até que chega o socorro dos bombeiros (militares e civis) e médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu Ceará), que conseguem resgatar todos para fora do estabelecimento. Do lado de fora, corpos estendidos no chão, pessoas feridas leve e gravemente. São crianças, jovens e idosos desesperados e sem entender direito o que estava acontecendo no momento. Mais um tempo e você descobre. Trata-se da queda de uma aeronave sobre o prédio do shopping.

A cena descrita com detalhes poderia ter sido de verdade, mas foi apenas o mote para a exercício de simulação de emergência realizado pelo Grupamento de Socorro e Urgência (GSU) do Corpo de Bombeiros Militares do Ceará (CBMCE) e o Shopping Iguatemi Fortaleza, na manhã desta terça-feira (31), no interior e estacionamento do Shopping, em Fortaleza. O exercício é alusivo aos

r MVS574627 anos do GSU/CBMCE, comemorado no mesmo dia com uma homenagem ao Grupamento na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

A ação foi considerada a maior simulação de emergência já executada no Estado, com cerca de 120 vítimas. O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Heraldo Pacheco, ressalta da importância para análise das ações de segurança. “Uma simulação deste porte vem para verificar, validar e avaliar se estamos com a capacidade de atendermos uma ocorrência deste nível de complexidade. Podemos perceber, através das ações, mesmo sendo de segurança, nuances e detalhes e só podem ser vistos no local. Depois, pegamos as filmagens e fotos para analisamos junto com todos os envolvidos. Assim, além de nos prepararmos para casos deste porte, temos um caso para discussão e exemplos”, ressaltou o comandante.

 

Ações de segurança analisadas em detalhes

r MVS5753A situação demonstrada traz a oportunidade dos vários órgãos envolvidos no exercício trabalharem de forma coesa, com base no Sistema de Controle de Incidentes (SCI), ferramenta internacional de gestão de desastres. Com isso, foram mobilizadas 400 participantes, entre eles: os agentes públicos do Corpo de Bombeiros, Samu Ceará, Polícia Militar, Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), além das equipes de emergência e brigada de incêndio do Shopping e alunos da Universidade Federal do Ceará, Universidade Estadual do Ceará e Universidade de Fortaleza.

A corrida de médicos, socorristas, brigadistas e bombeiros com suas macas e viaturas durou exatamente uma hora. A largada se deu com um simulado de fumaça posto no interior do estabelecimento. Auxiliados ainda porr MVS5603

helicópteros da Ciopaer, o efetivo contou com equipamentos e procedimentos reais, retratando de forma fidedigna uma situação de emergência e seus em níveis de gravidade.

 

Para o superintendente do Shopping Iguatemi Fortaleza, Wellington Oliveira, a parceria entre os órgãos públicos e privados é necessária para uma situação adequada em casos de emergência. “Essa é uma parceria importante entre os órgão de segurança do Estado e o nosso empreendimento. Por isso, vemos como muito importante esse simulado para que possamos colocar em prática todo o treinamento que ocorre anualmente com nossa brigada de incêndio e os órgão competentes do Estado e Município. Sempre com objetivo de prestamos um socorro rápido, adequado e seguro”, destacou o superintendente.

Histórico

TS7043Em 1985, o grupo de norte-americanos do Programa Companheiros da América veio ao Estado do Ceará a fim de observar o atendimento pré-hospitalar e conhecer o Corpo de Bombeiros. O grupo, presidido pelo médico Russel Jones, chefe do Setor de Urgência e coordenador médico dos Bombeiros de Concord, Capital de New Hampshire, constatou a inexistência de um serviço pré-hospitalar em nosso Estado.

Foram, assim, tomadas providências no sentido de instituir o serviço de atendimento pré-hospitalar no Estado do Ceará, e, em 25 de agosto de 1988 ocorreu o 1º Curso de Formação de Socorrista. O Grupamento de Socorro de Urgência se destacou ao longo destes 27 anos com a excelência nos serviços prestados à sociedade cearense, sendo referência em todo Estado.

No ano de 2007, após um Termo de Pactuação ter sido celebrado entre a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará e o Corpo de Bombeiros Militar, o GSU registrou mais uma conquista histórica da Corporação: a execução do projeto Samu Litoral Leste. O primeiro Samu regional do Ceará foi executado pelo Corpo de Bombeiros Militar, através do contingente do GSU atendendo à população de 14 municípios do litoral leste.

Atualmente, o Grupamento de Socorro de Urgência, sob o comando do Ten Cel QOBM Francisco Albert Einstein Lima Arruda, está recertificando toda a tropa, com os cursos de Salvamento Terrestre e Altura, em parceria com o Grupamento de Busca e Salvamento (GBS). O efetivo foi dividido em quatro turmas de 15 bombeiros.

31.05.2016

 

Fotos: Marcos Studart / Governo do Ceará

31.05.2016

Wilame Januário
Repórter / Célula de Reportagem

Assessoria de Comunicação da SSPDS
Kélia Jácome – (85) 3101.6517 e 98766.0028

Assinatura coornenadoria matérias