Parceria garante nova sede do BPChoque na Praia do Futuro

2 de junho de 2016

Unidade será construída pelo Grupo Dibra na Praia do Futuro. Governo e Prefeitura entram como parceiros na ação, que integra o Pacto por um Ceará Pacífico


O Governo do Ceará, a Prefeitura de Fortaleza e o grupo Dias Branco Administração e Participações (Dibra) firmaram, na tarde desta quinta-feira (2), Termo de Compromisso para a construção da nova sede do Batalhão de Polícia de Choque, na Praia do Futuro. A nova unidade, que integra uma ação da Agenda Fortaleza Segurança, será construída em terreno de 10.000 m² cedido pelo setor privado e terá 2.400 m² de área construída.

R AGENDA FORTALEZAO governador Camilo Santana destacou a importância da integração entre os poderes público e privado. “Compreendemos que para enfrentar as dificuldades da segurança é preciso integrar todos os poderes, as instituições, o poder público e a iniciativa privada. A parceria entre todos esses setores auxilia no combate a violência, com a instalação de equipamentos que integrem as crianças e a juventude”, enfatizou.

O chefe do Executivo ressaltou ainda o trabalho do Estado no combate à criminalidade. “Tenho ciência que o maior desafio para qualquer gestor público desse país é na área da segurança pública. Mas não tenho dúvida que com esse esforço, com essa integração e com o trabalho de prevenção nós conseguiremos alcançar resultados positivos, como já alcançamos com a redução de homicídios”, informou.

R AGENDA FORTALEZA 2Toda a estrutura operacional do prédio atual do BPChoque, que fica no Centro, vai migrar para a nova sede, com exceção do CPCães (Canil). A novidade amplia a segurança na região da Praia do Futuro, de forte apelo turístico, possibilitando maior capacidade operacional e de treinamento para o policiamento especializado. O Grupo Dias Branco vai se responsabilizar pela construção, que terá um investimento mínimo de R$ 10 milhões e previsão de conclusão em oito meses.

O comandante-geral da Polícia Militar do Ceará, coronel Geovani Pinheiro, falou sobre o batalhão e de como será a instalação da corporação na Praia do Futuro. “Atualmente, temos um dos BPChoque mais bem equipados do Brasil. Dos últimos 30 anos, essa será a melhor edificação que receberemos do Governo do Estado e do setor privado, que será referência em nível de instalações no Brasil. A orla da Praia do Futuro já recebe uma atenção do efetivo policial, mas com o batalhão instalado na região será um ganho significativo para a população”, salientou.

R AGENDA FORTALEZA 4O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, falou sobre a instalação da força militar especial na Praia do Futuro. “Essa postura do Grupo Dias Branco é uma atitude de solidariedade com Fortaleza e com o Ceará. O governador Camilo Santana apresenta uma boa articulação e trata com eficiência a segurança pública. Essa é uma das áreas de maior potencial turístico e de desenvolvimento econômico, inclusive imobiliário, que será contemplado com um Batalhão do Choque”, pontuou.

O diretor-presidente do grupo Dias Branco Administração e Participações (Dibra), Ivens Dias Branco, falou sobre o empenho da administração pública. “Eu percebo uma acessibilidade muito grande do Governo do Estado e da Prefeitura de Fortaleza, que estão executando os reais interesses da população, e o Grupo M. Dias Branco, no que é possível, está colaborando com essas melhorias. Portanto, faremos a doação do prédio para construção de um Batalhão, que vai garantir a segurança na Praia do Futuro”, disse.

R AGENDA FORTALEZA 3A sede na Praia do Futuro reforça ainda as ações realizadas pelo Pacto por um Ceará Pacífico no território do Vicente Pinzon. A área já conta com a primeira Unidade Integrada de Segurança (Uniseg I), que possui Delegacia 24 horas e nova base fixa da Polícia Militar, com reforço de efetivo, de viaturas e ações comunitárias. Os resultados já começaram a dar resultados, a ponto de a região não ter registrado morte violenta durante todo o mês de abril.

BPChoque

Instituído em 1985, o BPChoque possui efetivo de 664 policiais divididos em cinco companhias:

1ª CIA: Comando Tático Motorizado (Cotam), criado em 1999. Responsável pelo rádio-patrulhamento na Capital e Região Metropolitana, trabalhando com viaturas e apoio às áreas com maior incidência criminal, com operações também em presídio.

2ª CIA: Companhia de Controle e Distúrbios. Trata-se da espinha dorsal do batalhão, existente desde a sua criação, especializada no combate a manifestações ilegais. Atuando também em eventos, como grandes jogos na Arena Castelão.

3ª CIA: Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), criado em 1994. Unidade de Operações Especiais, especializada em resgate de reféns, ocorrências com explosivos, combate ao crime organizado de um modo geral.

4ª CIA: CPCães, especializada em cães adestrados em farejar explosivos, entorpecentes, busca e salvamento em mata e cães policiais que atuam na modalidade de patrulhamento. Os animais são provenientes do canil São Lázaro e foram incorporados ao Batalhão de Choque em 2007.

5ª CIA: Operações Rurais. COTAR foi criado com o objetivo de ter policiamento especializado no Interior, no combate a assalto a banco, crime organizado e qualquer operação que exija policiamento em áreas rurais.

02.05.2016

Wiarlen Ribeiro
Repórter / Célula de Reportagem

Fotos: Carlos Gibaja / Governo do Ceará

Assinatura coornenadoria matérias