Profissionais da segurança pública participam de Curso de Mergulho Autônomo

3 de junho de 2016

A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE) realizou na manhã desta sexta-feira (3), a abertura do Curso de Mergulho Autônomo (CMAUT), uma das qualificações mais importantes e tradicionais dos corpos de bombeiros do Brasil. Com uma carga horária de 360 horas/aula, o curso capacitará 34 bombeiros e um policial militar a desempenharem atividades de mergulhador autônomo de circuito aberto, com atuação em ocorrências de busca, resgate e salvamento aquático, em profundidade de até 50 metros.

Durante 45 dias os militares serão treinados pelos mergulhadores do Núcleo de Busca e Salvamento (NBS) do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, em instruções teóricas e práticas que abordarão assuntos como: direitos humanos; ética e cidadania; educação física; mergulho livre; mergulho autônomo; física do mergulho; tabelas de mergulho; fisiologia do mergulho; salvamento aquático e náutica. As atividades serão realizadas nas sedes da AESP, do NBS, na Praia da Leste Oeste, e nos açudes Castanhão e Gavião, entre outros locais.

Promovido pelo Corpo de Bombeiros desde 1985, esta é a primeira vez que mulheres participam do CMAUT.  Aprovadas no processo seletivo que a permitiram ingressar no curso, a capitã Sâmila de Sousa Rocha e a soldado Jordana Pereira Batista buscam se tornar as primeiras mergulhadoras do CBMCE. Para capitã Sâmila, participar de um curso tradicionalmente masculino é uma maneira de romper com um paradigma e uma chance de inspirar outras mulheres “O CMAUT é um dos melhores cursos do Corpo de Bombeiros, reconhecido em todo o Brasil e também a nível internacional. Essa é uma oportunidade que nós mulheres temos para provar que podemos fazer qualquer coisa que nós quisermos, só depende de nós mesmas. É também uma chance de mostrar para as mulheres que estão entrando agora ou já fazem parte da corporação, ter um referencial, de pensarem que se tem (mulher) é porque pode, e se pode eu também posso!”,  enfatizou.

Segundo o comandante Geral do CBMCE,coronel BM Heraldo Maia Pacheco, o CMAUT é um dos cursos mais importantes da corporação, sendo conhecido pelo seu alto grau de dificuldade e exigirá dos participantes empenho e dedicação. Ele ressaltou a importância de ter bombeiros preparados e capacitados, em condições de atender as ocorrências que dependam do resgate aquático. “Ser mergulhador é aprender a estar e se adaptar em outro ambiente. Vocês serão treinados para mergulhar em situações difíceis, irão mergulhar em águas em que vocês não conseguirão enxergar, mas precisarão mergulhar para realizar um resgate ou um salvamento. O mergulhador tem que ser técnico, tem que estar bem fisicamente e psicologicamente”.

O comandante enfatizou o papel do mergulhador para a corporação. “Nossos mergulhadores são bombeiros na essência e ser bombeiro na essência é estar sempre à disposição para ajudar, não importa a hora, o dia, o local, onde, como e nem a quem nós vamos fazer. O importante é servir à sociedade e estar sempre disponível”, reforçou.

Esta é a primeira edição do CMAUT promovida pela AESP, após a implantação do modelo de formação integrada na segurança pública. O curso segue até o dia 18 de julho.

 

 

03.06.2016

Assessoria de Imprensa da AESP
Samara Amaral
samara.amaral@aesp.ce.gov.br / (85) 3484.1909

Assessoria de Comunicação da SSPDS
Kélia Jácome
kelia.jacome@sspds.ce.gov.br       / (85) 3101.6517

Assinatura coornenadoria matérias