SEMA propõe acordo com comunidade da Sabiaguaba

3 de junho de 2016

Em reunião na sede da Secretaria do Meio Ambiente do Estado (SEMA), foi sugerido um acordo para a comunidade da Sabiaguaba, em relação à proposta do Governo do Estado de regulamentação do Parque do Cocó. O secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno ressaltou que o projeto de demarcação do Cocó é uma das prioridades na política ambiental do Ceará.  “Para o Estado é inegociável a criação do Parque, da BR-116 até a foz do Cocó, protegendo integralmente o rio e disso não iremos abrir mão”, ressaltou.

Os representantes ficaram de levar a proposta para uma decisão da comunidade e dar retorno em cinco dias. O processo de regulamentação do Parque do Cocó está sendo amplamente discutido em várias instâncias da sociedade. Já ocorreram debates com o Fórum Permanente pela Implantação do Parque do Cocó, que reúne 25 entidades, além de audiências públicas na Câmara de Vereadores de Fortaleza e Assembleia Legislativa e reuniões com todas as 12 comunidades impactadas pela criação do Parque.

O Parque do Cocó terá 1.056ha, superando o Ibirapuera, em São Paulo (221ha), e o Central Park (341ha), em Nova York. A proposta cria ainda três Áreas de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) – Dunas do Cocó, do Rio Cocó e das Dunas da Cidade 2000 –, que somadas a mais quatro unidades municipais de conservação  – Parque Adahil Barreto, Área de Preservação Ambiental (APA) da Sabiaguaba; Parque Natural de Sabiaguaba e ARIE Municipal Dunas do Cocó –, comporão um mosaico de áreas protegidas que somam 2.907ha.

 

03.06.2016

Demétrio Andrade
Jornalista
085.8814.8286
@demetrioandrade
/DemetrioFarias

Assinatura coornenadoria matérias