Hospital César Cals faz mais de 300 testes do pezinho por mês

6 de junho de 2016

Hoje (6) é o Dia Nacional do Teste do Pezinho. No Hospital Geral Dr. César Cals, da rede pública do Governo do Estado, o exame é feito de segunda a sexta-feira, no horário de 8h às 16h. Para ter acesso, a mãe ou qualquer outra pessoa da família, portando os documentos de identidade e a Declaração de Nascido Vivo (DNV), podem trazer o recém-nascido até o ambulatório do HGCC, que fica localizado na Avenida Imperador, 372, Centro.

Na manhã desta segunda-feira, Bryam Lucas, com apenas seis dias de nascido, foi despertado do sono com o pequeno furo feito no calcanhar, para colher o sangue do teste do pezinho, ou triagem neonatal. A mãe, Jardiele de Carvalho, segurava o filho fortemente, junto ao peito. Ela estava apreensiva, mas sabe que o choro é passageiro e o resultado é compensador para ela e para o bebê. “Eu sei que é importante para o meu filho. A médica me deu as orientações”, explica a mãe.

O teste é feito a partir das gotinhas de sangue tiradas do calcanhar do recém-nascido. Com isso, é possível realizar uma análise para detectar doenças genéticas, e também as doenças desenvolvidas ainda no útero. A partir dos resultados, constatados precocemente, é possível conhecer as doenças que venham afetar o desenvolvimento da criança e assim fazer um acompanhamento mais especializado para evitar sequelas permanentes. As amostras são enviadas para o Laboratório Central (Lacen), da rede pública estadual, que realiza a análise. Com a triagem, são detectadas doenças como fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita, entre outras. O momento ideal para fazer o teste é no quinto dia após o nascimento.

De acordo com Daniel Soares, chefe do laboratório, o teste é indispensável para os recém-nascidos. Toda criança que nasce no Hospital César Cals já sai com o exame realizado. A entrega do resultado é feita 30 dias após a realização do exame, que coincide com a primeira consulta de retorno do bebê. Ele conta que quando há detecção de alguma alteração no exame, a equipe do laboratório do hospital faz a busca ativa para a realização de um novo exame, se o resultado persistir, a criança é encaminhada para o Hospital Infantil Albert Sabin, também da rede estadual da saúde, para o acompanhamento com a equipe multidisciplinar. “Nós mesmos ligamos para os pais, solicitamos o retorno para a repetição do exame e, quando necessário, fazemos o encaminhamento”, esclarece.

A média mensal de exames realizados no Hospital César cals é de 320. De janeiro a maio deste ano, foram 1.600 bebês atendidos para a realização do teste do pezinho, ou seja, 100 recém-nascidos a mais já foram atendidos, considerando o mesmo período de 2015. O laboratório do HGCC realiza também o teste de bebês que nasceram em outras maternidades. Não é preciso marcar previamente. Basta comparecer ambulatório. O atendimento é por ordem de chegada.

06.06.2016

Assessoria de Comunicação do HGCC
Wescley Jorge
ascom@hgcc.ce.gov.br / 85 3101.5323
Facebook.com/HospitalGeralCesarCals
Twitter: @Hosp_CesarCals

Assinatura coornenadoria matérias