Estudantes cearenses apresentam projeto em mostra internacional de ciências

8 de junho de 2016

Os estudantes Antônio Fernandes Brito Filho e Letícia Lima Belo Fernandes, da Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Salaberga Torquato Gomes de Matos, do município de Maranguape, participaram da feira internacional Expociencias Latinoameticana (ESI-Amlat), na cidade de Mazatlan, no México. Os jovens, que cursam o 3º ano técnico em Edificações, apresentaram o projeto “Construtecno”, ao lado de expositores de outros nove países da America Latina e dois da Europa. A mostra ocorreu entre os dias 30 de maio e 3 de junho de 2016.

A ideia dos alunos cearenses foi elaborada como resposta a uma questão recorrente no cotidiano escolar: como tornar o estudo da matemática prazeroso? Partindo desse ponto, a estudante Letícia Belo pediu apoio ao avô, que é engenheiro civil, e juntos os dois idealizaram um aplicativo de celular que proporcionasse, de maneira rápida, simples e dinâmica, a resolução de orçamentos para construção de uma edificação.

Conhecedor de técnicas de programação e colega de turma de Letícia, o aluno Antônio Fernandes embarcou no projeto e, após noites de dedicação, conseguiu esboçar o primeiro modelo do aplicativo, que hoje está disponível nas plataformas Android, IOS e Windows Phone. A ferramenta é capaz, ainda, de disponibilizar a localização de lojas na área geográfica, bem como, a pesquisa de preço atualizada dos materiais básicos a serem utilizados.

“Foi um momento único, aprendemos bastante com tudo o que vimos e com certeza vamos querer continuar nessa vida de pesquisas e inovação”, ressalta Antônio Filho. “É muito bom sentir que estamos contribuindo com algo novo que pode facilitar a vida das pessoas”, complementa Letícia. Os alunos viajaram ao México acompanhados da diretora da EEEP Salaberga, professora Janaina Lima.

Etapas

O projeto fez um longo percurso até chegar ao México. Inicialmente, foi apresentado no varal científico da escola, obtendo credenciamento para a Mostra Citec (realizada anualmente pela EEEP Salaberga). Em seguida, classificou-se em primeiro lugar para a feira regional, ocasião em que conquistou o segundo lugar, conseguindo credenciamento para o MOCIN/MOCITEC. Só então, teve aprovação para participar da ESI-Amlat.

No México, a iniciativa recebeu elogios de avaliadores e participantes, sendo pontuada como uma experiência inovadora. Tal visão refletiu-se em diversas credenciais recebidas pelo “Construtecno” ao fim da mostra, como para o EXI-Mundi (que será realizado em 2017 em Fortaleza), para o Fórum Internacional de Ciência e Engenharia (Chile), e para o Ciência Jovem (Recife).

A EEEP Salaberga construiu uma cultura de valorização de projetos extraclasse que desenvolvam o olhar prático para os assuntos abordados em sala de aula, de modo a ver como a educação escolar dialoga com o dia a dia dos alunos.

08.06.2016

Assessoria de Comunicação da Seduc
Jacqueline Cavalcante – 3101.3972
imprensa@seduc.ce.gov.br