Sejus adquire body scanners para todas as grandes unidades prisionais do Estado

10 de junho de 2016

Com investimento de R$ 2,5 milhões, quatro novos equipamentos foram adquiridos. Agora, todas as grandes unidades prisionais do Estado contam com a máquina

A partir deste mês, todas as grandes unidades prisionais do Estado passarão a contar com equipamentos body scanner para realizar a vistoria dos visitantes. A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado acabou de adquirir quatro novos equipamentos que já estão em processo de instalação. O Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa será o primeiro a receber o equipamento, que começa a operar ainda neste fim de semana.

Na próxima semana, será a vez da Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), em Juazeiro do Norte. A PIRC será a primeira unidade do interior a receber o equipamento. Até o fim do mês, a Penitenciária Industrial Regional de Sobral (PIRS) também deverá ser contemplada. Em Sobral, entretanto, ainda será feita uma adequação na estrutura da unidade prisional para receber o equipamento.

A quarta máquina adquirida será direcionada ao Centro de Execução Penal e Integração Social (Cepis), previsto para ser inaugurado nos próximos meses. Os equipamentos totalizam um investimento de R$ 2,5 milhões oriundos do Governo Federal com contrapartida estadual. Ao mesmo tempo em que realiza a instalação, a Sejus está capacitando as agentes penitenciárias para operarem as máquinas.

“Os scanners corporais são de grande importância para conseguirmos reduzir a entrada de ilícitos nas unidades prisionais. Eles aliam tecnologia, segurança e respeito ao visitante, itens que são fundamentais à humanização do sistema penitenciário”, aponta o secretário da Justiça, Hélio Leitão.

Com os novos body scanners, todas as grandes unidades passam a contar com o equipamento que emite feixes de raio-X capazes de fazer uma inspeção dentro do corpo humano. Atualmente, sete unidades prisionais contam com o aparelho que iniciou a substituição da chamada revista íntima no Estado. Os body scanners reduzem o tempo médio de vistoria pessoal de 12 minutos para apenas 10 segundos e permite identificar objetos ilícitos que possam ser colocados nas roupas ou no corpo das visitas, tais como armas, drogas, aparelhos de telefone celular e chips de telefone.

10.06.2016

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará
– (85) 3101-2862 www.sejus.ce.gov.br
email: ascom.sejus@gmail.com
twitter:@sejus_ce
facebook: sejusceara

Assinatura coornenadoria matérias