Ciopaer: AESP forma novos tripulantes aeromédicos

12 de julho de 2016 # # # #

A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE) realizou, nesta terça-feira (12), a solenidade de encerramento da segunda turma do Curso de Tripulante Aeromédico. A capacitação foi iniciada no dia 13 de junho e preparou 16 profissionais, incluindo 8 médicos e 8 enfermeiros, para atuarem como operadores aéreos no atendimento às ocorrências de resgate e remoção aeromédica, reforçando o socorro médico da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), nas cidades de Fortaleza e Juazeiro do Norte.

 

O Coordenador da Ciopaer, delegado Aristóteles Tavares Leite, cumprimentou os concludentes por terem chegado à reta final do curso. “Eu tenho a certeza que os profissionais que estão aqui são realmente os melhores. Vocês serão acolhidos com muito carinho e com muito respeito”. Ele também destacou a importância dos serviços prestados pelo órgão e parabenizou a equipe da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas que, venceu o Desafio Nacional de Salvamento Veicular e Trauma 2016, seletiva para o evento mundial WRC 2016 – World Rescue Challenge, ocorrido na última semana, em São Paulo. “Vocês estão agora fazendo parte de uma equipe, que é reconhecida no Brasil inteiro, como sendo a melhor. A Ciopaer, a cada ano, procura  aprimorar-se, aperfeiçoar-se, para usar todos os meios que dispõe da maneira mais eficiente, mais otimizada, com respeito principalmente ao dinheiro público que é investido nela”, afirmou.

 

Ao todo, foram 30 dias de capacitação intensiva, com aulas teóricas e práticas de direitos humanos; ética e cidadania; educação física; operações em alturas; salvamento aquático; salvamento terrestre; fraseologia aeronáutica; segurança de voo; noções de teoria de voo; noções de meteorologia; procedimentos de evacuação de emergência; procedimentos de segurança em aeronaves; equipamentos e procedimentos aeromédico; acidentes com múltiplas vítimas; regulamentação da aviação civil; noções gerais dos sistemas do helicóptero e sobrevivência em regiões inóspitas.

 

O titular da SSPDS, Delci Carlos Teixeira, reforçou o compromisso do Governo em ampliar e interiorizar as ações de segurança no Estado. “Já colocamos uma base com helicóptero em Juazeiro do Norte e a outra em Sobral, a próxima ação que iremos realizar é a inauguração do Raio em Quixadá, e já começaremos a tratar também da base da Ciopaer no Sertão Central, ou seja, em Quixadá”, declarou. O secretário também lembrou o título conquistado pela Ciopaer na WRC 2016 e parabenizou os novos tripulantes aeromédicos. “Os senhores estão entrando em um órgão composto por pessoas altamente capacitadas e qualificadas, coincidentemente, no momento em que essa equipe se apresenta como a melhor equipe do Brasil, esses profissionais são um exemplo de como há realmente uma dedicação ao serviço público. Parabéns a todos que estão entrando e fazendo parte agora, da melhor equipe aeromédica do Brasil!”, enfatizou.

 

Encerramento Tripulante Aeromédico 12.07.2016 03Para o aluno Rui Porto Morais, médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), concluir a capacitação que o habilita a integrar o grupamento de resgate aeromédico da Ciopaer é a realização de um sonho profissional. “A gente sempre teve o grupamento de resgate aeromédico como um patamar superior, tanto em relação ao serviço, como dos equipamentos utilizados e da qualidade. Então, fazer esse curso, para mim é ter uma qualificação superior e eu tenho grandes expectativas positivas para iniciar o trabalho na CIOPAER. Será extremamente exitoso somar ao grupamento e contribuir para a melhoria dos serviços ofertados ao Estado”. Sobre a integração das ações de saúde e segurança, ele aponta como necessário para o sucesso do trabalho “No serviço de saúde em geral, já estamos habituados com essa metodologia de trabalho integrado, pois trabalhamos em conjunto com várias profissões de medicina, enfermagem, assistência social, técnicos. E a integração nas ações da Secretaria de Segurança Pública, entre todos os comandos, vem a somar. No nosso trabalho, por exemplo, há ocasiões em que a gente vai sair para uma ocorrência em aeromédico, mas no meio do caminho pode ser que aconteça uma ocorrência policial e não dá para trocar a equipe. Quem está no helicóptero vai precisar ter esse preparo, o conhecimento necessário para saber agir naquela situação. O trabalho nessa integração é mais completo”, salientou.

 

Atendimento aeromédico na Ciopaer

 

Atualmente, duas aeronaves equipadas com Unidades de Terapia Intensiva (UTI) prestam serviços aeromédicos no Estado do Ceará. A equipe de profissionais capacitadas para este tipo de atendimento é formada por médicos e enfermeiros do Serviço de Atendimento Movél de Urgência (SAMU Ceará), além de pilotos e tripulantes da Ciopaer. Em 2015, a AESP formou 19 profissionais no curso de tripulante aeromédico, sendo sete médicos e 12 enfermeiros emergencistas.

 

12.07.2016

Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE)
Assessoria de Comunicação
(85) 3484-1909 / (85) 98879-7538
www.aesp.ce.gov.br
Facebook: AESP/CE
Twitter: @aespce

 

Assinatura coornenadoria matérias