SPD investe na reinserção social e profissional de usuários de drogas

1 de agosto de 2016

Um total de 200 dependentes químicos serão beneficiados com o programa ‘Criando Oportunidades’

Com o objetivo de viabilizar a reinserção social e profissional de usuários de drogas, a Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) inicia neste mês de agosto a capacitação de 200 pessoas em tratamento de dependência química que se encontram acolhidas em Comunidades Terapêuticas (CTs). A ação será viabilizada por meio de parceria firmada com a Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) do Governo do Estado.

Serão beneficiadas pelo projeto ‘Criando Oportunidades’ pessoas acolhidos em 10 CTs que prestam serviços à SPD e que estão distribuídas por Fortaleza, Região Metropolitana (RMF), Cariri e Zona Norte do Estado. São elas: Fazenda Esperança Sagrada Família (Fortaleza), Caverna do Adulão (Itaitinga), Ágape (Maracanaú), Fazenda Esperança (Pacatuba), Grão de Mostarda (Eusébio), Catariana Labouré (Aquiraz), Vida Manará (Aquiraz), Atos (Caucaia), Aliança da Misericórdia (Barbalha) e Fazenda Esperança (Sobral).

Os acolhidos poderão optar entre os seguintes cursos: cabeleireiro, mecânico de motos, eletricista predial, masseiro, doces e salgados e reparador de aparelhos domésticos. Hoje, esses ofícios apresentam uma maior demanda por profissionais especializados para o mercado de trabalho.

Com duração até o final do semestre, os cursos serão ministrados por instrutores das ONGs Organização Barreira Amigos Solidários (Obas), Instituto para o Desenvolvimento Tecnológico e Social (Idear) e Centro de Formação e Integração Social (CFIS). Ao final das aulas, além do certificado de conclusão, os beneficiados receberam kits contendo equipamentos básicos para que possam dar os primeiros passos na nova profissão em que foram capacitados.

Titular da SPD, a secretária Aline Bezerra destaca que a oferta de cursos profissionalizantes gratuitos em parceria com a STDS visa à qualificação dos beneficiários e sua reinserção social e profissional. Ela lembra que a iniciativa contribui para valorizar o dependente, evita a ociosidade e reduz novas possibilidades de uso de drogas. “É mais uma porta que se abre para eles no retorno ao convívio social”, enfatiza.

As ações de qualificação são acompanhadas pela Coordenadoria de Políticas sobre Drogas (Copod) da SPD. Após a efetivação dos cursos, uma articulação da pasta com o Sistema Nacional de Emprego/Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (Sine/IDT) viabilizará a inserção dos beneficiados no cadastro de empregos e geração de renda.

01.08.2016

Assessoria de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas – SPD
Daniela Negreiros – (85) 3238.5090 ou 98902.7939
comunicacao@spd.ce.gov.br