Cagece intensifica fiscalização de combate às fraudes

5 de agosto de 2016

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) intensifica a partir desta segunda-feira (8) ação de combate às perdas de água por fraudes na rede de abastecimento, também conhecidas como “gatos”. A primeira área a receber a ação será a Comunidade do Canal, no bairro Damas, região com grande incidência de ligações de água cortadas ou suprimidas. A ação, que tem caráter educativo no primeiro momento, vai fiscalizar os imóveis a fim de identificar e eliminar fraudes no sistema de abastecimento seja por ligação clandestina, desvios de água, alterações na medição do hidrômetro, entre outros.   
 
Até a quarta-feira (10), uma Unidade Móvel da Cagece estará no bairro para realizar atendimento aos clientes que, voluntariamente, optarem por regularizar a situação sem complicações legais.

Aqueles que procurarem o atendimento terão garantidos benefícios e condições especiais como a dispensa de pagamento da multa por infração de fraude. A unidade estará localizada na rua Desembargador Praxedes, 163, no bairro Damas, próximo à Padaria Contrigo.

Após o período de regularização voluntária, a Cagece dará inicio à fiscalização onde os imóveis serão visitados para verificação de irregularidades, retirada da fraude e notificação com aplicação das penalidades previstas.

A ação, que conta com apoio da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Ceará, prossegue durante toda a semana no bairro. Oito equipes de combate às fraudes estarão envolvidas na fiscalização.

Além de ser considerada crime de furto, sob pena de reclusão, a fraude pode comprometer o abastecimento e a qualidade da água de uma área inteira, provocando vazamentos, perda de pressão na rede e desabastecimentos. As fraudes são responsáveis por quase 50% das perdas de água da Cagece.

A intensificação da fiscalização para combate às perdas de água por fraudes faz parte das ações estratégicas apresentadas pelo Governo do Estado no Plano de Segurança Hídrica da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), que tem por objetivo reduzir em 20% o consumo de água do sistema integrado de abastecimento até a próxima quadra chuvosa e evitar o racionamento.

Conheça os tipos mais comuns de fraude nas ligações de água:

– Irregularidades no hidrômetro (Rompimento dos lacres ou danos ao aparelho, como perfurações na cúpula);
– Ligações clandestinas direto na rede de abastecimento;
– Desvios de água antes do hidrômetro (by-pass);
– Violação de ligações cortadas;
– Violações do lacre do medidor;
– Intervenções no cavalete do hidrômetro;
– Lançamento indevido de água e esgoto na rede de esgotamento sanitário também é considerado fraude.
 

Serviço

Ao procurar a Unidade Móvel da Cagece para regularizar a situação é importante ter em mãos uma conta antiga, identidade e CPF do cliente.

Quem preferir, também pode procurar uma das lojas da Cagece para realizar regularização.

Para orientar a população sobre as fraudes de água e as penalidades para quem comete este tipo de crime, a Cagece elaborou material educativo que será distribuído à população nos locais de atendimento da companhia. O conteúdo também está disponível para download pelo site da Cagece no link http://bit.ly/2aOl7S9.

A companhia também conta com apoio da população para denunciar fraudes de água por meio dos diversos canais de comunicação disponíveis como o aplicativo Cagece Mobile para smartphones, a Central de Atendimento Telefônico (0800.275.0195), o Chat Online disponível no portal da companhia ou mesmo pelas redes sociais da Cagece.

05.08.2016

Leonardo Costa ou Mara Beatriz / (85) 3101.1826 / (85) 3101.1834 / (85) 9 8878.8932
Email: comunicacaocagece@gmail.com