Novos Sertões: Sistema de Reúso melhora qualidade de vida em Cristais

10 de agosto de 2016

Na comunidade de Cristais, em Cascavel, a 92 km de Fortaleza, mora a família de Socorro Vieira, que, ao lado do marido Bento, sustenta uma família de seis pessoas através da agricultura. “Comecei com um plantio pequeno, só mesmo o básico para a alimentação e meu velho no roçado criando os bichos. A dificuldade maior sempre foi a água, tínhamos que ir de carroça todos os dias pegar cinco baldes na fazenda vizinha”, contou.

Bento, de 77 anos, agricultor desde os sete, lembra-se das dificuldades que os acompanharam durante a vida. “Meus bichos morriam ou eram roubados, não tinha saneamento, não tinha água potável, nossa vida dependia da água da fazenda vizinha que ficava distante e o único meio pra chegar até lá era a carroça”, desabafou.

A filha Nieldia herdou dos pais o amor pela agricultura e pelo campo e apesar das dificuldades que os pais enfrentavam nunca desistiu de tentar algo melhor para mudar a vida do filho e dos pais. “Eu e a Associação da Comunidade de Cristais lutamos muito para mudarmos de vida, até que a Secretária do Desenvolvimento Agrário, através do Projeto São José III nos beneficiou com água encanada e banheiros” contou, com um sorriso no rosto.

A família também foi beneficiada com o Projeto de Reúso de Água Cinzas do São José III, que visa a reaproveitar a água usada na lavagem de roupas, nos banheiros e nas pias para a melhoria da plantação nas comunidades. A família de Socorro foi a primeira das cinco famílias beneficiadas com o projeto na comunidade de Cristais, com investimento total na comunidade de R$ 107.235,36, sendo R$ 21.447,01 o valor de cada sistema de reúso.

“Depois da chegada do sistema, demos uma subida grande na vida. Temos uma plantação completa em qualidade e quantidade. Vamos fornecer ao Programa de Aquisição de Alimentos e vender também, pois a produção vai além do no consumo próprio. A nossa renda vai aumentar e vamos ter uma qualidade de vida bem superior”, comemora Nieldia.

Diferencial

Segundo Socorro Vieira, o diferencial da sua família é o trabalho de compostagem que é feito todos os dias por ela. A agricultora se orgulha em juntar todos os restos de comida, fezes de animais e fazer o serviço de adubo que ajuda na plantação e na produção.  “O pessoal do monitoramento do Projeto São José III ficou admirado com o meu trabalho, mesmo com todas as dificuldades que aqui existiam eles me mostraram que com esse projeto a minha vida ia melhorar bastante, e realmente hoje a minha vida é outra, tenho uma qualidade de vida alta e tenho muito orgulho das minhas plantações”.

A plantação da D. Socorro é composta por cebolinha, hortelã, tomate, babosa, coentro, cebola, milho, manga, coco, banana, cereja, pimenta, maxixe, melancia, manga, acerola, plantas medicinais, alface, berinjela, beterraba, mamão, graviola, tamarindo, ata, entre outros.

Capacitação

Devido à idade da mãe, a filha Nieldia ficou responsável por participar dos cursos de capacitação oferecidos pelo São José III. Os cursos aconteceram em Caraúbas no Rio Grande do Norte e em Iguatu. “O projeto inicial veio do Rio Grande do Norte e lá passamos uma semana, conheci a origem do projeto e a importância que ele tem para os agricultores. Depois a capacitação aconteceu no município de Iguatu, onde os técnicos do São José III passaram todas as orientações para que o projeto funcionasse perfeitamente”, contou.

Novos Sertões: o semiárido contado por nossa gente

A Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), por meio da Assessoria de Comunicação & Marketing (Ascom), desenvolve o projeto editorial “Novos Sertões: o Semiárido contado por nossa gente”, uma série de reportagens que visa a contar essa nova história vivida nos sertões cearenses, desse novo agricultor organizado em cooperativas e associações,  com acesso às políticas públicas de financiamento, engajado no desafio de garantir uma melhor qualidade de vida à sua família.

Saiba mais:http://www.sda.ce.gov.br/index.php/latest-news/46480-novos-sertoes-o-semiarido-contado-por-nossa-gente

10.08.2016

Assessoria de Comunicação Secretaria Desenvolvimento Agrário
Marina Filgueiras – marina.filgueiras@sda.ce.gov.brAécio Santiago – aecio.santiago@sda.ce.gov.br

Expediente imprensa2-01