Beira Mar sedia Ação Corre Saúde

12 de agosto de 2016

Profissionais do Projeto Corre Pra Vida da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) promoveram, nesta sexta-feira (12) mais uma Ação Corre Saúde em Fortaleza. A atividade ocorreu na Avenida Beira Mar, nas proximidades do Náutico Atlético Cearense, numa parceria com a Associação de Amparo aos Pacientes com Tuberculose (APTU).

A Ação Corre Saúde ocorreu no horário das 6 às 8 horas. Pessoas em situação de rua ou em outros contextos de vulnerabilidade social que circulam por aquela área e imediações foram beneficiadas. Na ocasião, o público recebeu orientações sobre sintomas e tratamento da tuberculose por parte de profissionais da APTU, enquanto membros da equipe do Corre Pra Vida realizaram uma breve apresentação sobre as atividades do projeto, destacando a importância do auto-cuidado com a saúde.

A programação envolveu, ainda, o repasse de informações e orientações sobre a redução de danos, prática que contribui para a socialização do usuários de drogas. O redutor de danos atua na perspectiva transdisciplinar de saúde, cultura, educação, assistência social, trabalho e renda, visando a garantia do cuidado e dos direitos das pessoas em situação de vulnerabilidade.

A ação foi concluída com a oferta de café da manhã gratuito e a distribuição de kit de higiene pessoal. Os profissionais aproveitaram para convidar os beneficiários da atividade para procurarem os serviços oferecidos no ponto de acolhimento (contêiner) do Projeto Corre Pra Vida, que funciona de segunda a sábado, das 8 às 17 horas, na área denominada de Oitão Preto, no Centro de Fortaleza, próximo à Santa casa de Misericórdia.

Gerente técnica do projeto, Andrea Autran explica que a Avenida Beira Mar, em Fortaleza, é um dos locais escolhidos para a Ação Corre Saúde por conta do número crescente de pessoas em situação de rua que circulam por aquela área da capital cearense. Ela ressalta que o Projeto Corre Pra Vida visa beneficiar essa parcela da população, buscando resgatar a cidadania, reduzir os dados causados pelo uso de drogas e promover direitos e a inserção nas diversas políticas públicas.

No ponto de acolhimento (contêiner), há espaço para banho, sanitário e a oferta de kits de higiene e saúde. Com o apoio de uma unidade móvel, são realizadas ações de campo e abordagens nas ruas e em cenas de uso de drogas na capital, com a oferta de orientações sobre redução de danos. O projeto também viabiliza o encaminhamento e acompanhamento de usuários para a rede de atenção, conforme a demanda apresentada.

12.08.2016

Fernando Brito
Repórter

Daniela Negreiros
Assessora de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 3238.5090 / 98902.7939 – comunicacao@spd.ce.gov.br / daniela.negreiros@spd.ce.gov.br

www.spd.ce.gov.br
Facebook: spdceara
Twitter: @spdceara

Expediente imprensa2-01