Ceará ganhará nova estação de monitoramento da qualidade do ar

30 de agosto de 2016

O Estado, através da Semace, está adquirindo sistema que medirá emissões de gases poluentes

 

O Ceará será contemplado com uma nova estação de monitoramento da qualidade do ar. A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) está adquirindo novo equipamento que terá como objetivo monitorar emissões de gases poluentes. Na tarde desta segunda-feira (29), gestores da autarquia e um técnico da empresa responsável pela implantação do sistema realizaram vistoria na sede da Estação Ecológica do Pecém, unidade de conservação onde o projeto possivelmente deva ser instalado. “Com a instalação e operação da estação, a Semace poderá monitorar diariamente os níveis de emissões gasosas dos empreendimentos do CIPP”, disse o diretor de licenciamento da Superintendência, Lincoln Davi Mendes.

Avaliado em R$ 2,1 milhões, o investimento é proveniente de compensação ambiental e sua implantação contempla a estação, curso de capacitação técnica e manutenção. A estação de monitoramento consiste em uma unidade com monitores e sensores instalados em um contêiner com extensão de 4m de comprimento e 2,60m de largura. O sistema analisará níveis de gases tais como monóxido de carbono, dióxido de enxofre, ozônio, nitrato de oxigênio, hidrocarboneto, gases voláteis e não voláteis, além de parâmetros meteroelógicos. Segundo a empresa vencedora da licitação, a EMQar está prevista para ser instalada em outubro deste ano.

Na vistoria, os gestores da Semace, Lincoln e Maira Brandão (Geamo) contaram com apoio de técnicos da CSP, que aproveitaram a ocasião para apresentar um estudo sobre rede otimizadora de monitoramento que mostra o melhor local para a instalação da estação. De acordo com Lincoln, a legislação prevê que esse tipo de equipamento seja instalado em UCs suscetíveis a impactos ambientais. “A UC do CIPP apresenta as melhores características com ambiente favorável em termos de infraestrutura e segurança para a instalação do equipamento”, analisou o gestor da Superintendência.

Ainda segundo Mendes, os técnicos da Gerência de Análise e Monitoramento (Geamo), que ficarão responsáveis pelo monitoramento da estação, receberão treinamento para coletar os dados do equipamento. De acordo com o diretor da empresa responsável pela EMQar, José Cláudio Souza, o curso terá 40h/aula com aulas teórica e prática.

30.08.2016

Ana Luzia Brito
Assessora de Comunicação da Superintendência Estadual do Meio Ambiente
85 3101.5554 | 98653.8337
comunicacao@semace.ce.gov.br

Assessoria de Comunicação – Ascom
Superintendência Estadual do Meio Ambiente – Semace

Expediente imprensa2-01