Geopark Araripe comemora 10 anos com conferência, palestras e visitas aos geossítios

16 de setembro de 2016

 

Será uma semana dedicada a uma década do projeto que mudou a forma de ver o Cariri

 

Será iniciada na próxima segunda-feira (19), a programação de aniversário de 10 anos de criação do Geopark Araripe. Na ocasião, terá início conferência para tratar da temática do primeiro projeto do gênero nas américas, hoje referência internacional para a criação de outros geoparks. Uma exposição sobre o ‘Território do Geopark’ será aberta a partir das 8 horas, no Sesc do Crato, com visitações até o dia 24.

O evento será aberto às 19 horas, no auditório da sede do Geopark Araripe, com palestra do Reitor da Universidade Regional do Cariri (URCA), Professor Patrício Pereira Melo, consultor da Rede Global de Geoparks. Em seguida, acontece apresentação cultural. Pela segunda vez, foi anunciada a conquista do Selo Verde para o Geopark, que será entregue no próximo dia 22, na Riviera Inglesa, durante Congresso Internacional de Geoparks. O evento é uma forma de comemorar as conquistas e abordar temáticas importantes, referentes às multidisciplinaridades inseridas no contexto do Geopark Araripe.

A semana de comemorações também terá a presença do Geopark nas comunidades, iniciando, na terça-feira (20), com ações no Vale do Amanhecer, em Juazeiro do Norte, das 8 horas às 16 horas. No mesmo dia começa a rodada de palestras no auditório do Geopark Araripe, com o tema ‘O Importante papel das unidades de conservação: conhecer e participar’. Estarão fazendo parte desta mesa, a representante do sítio Fundão, Rose Mary Feitosa; do ICMbio, Verônica Lima, e, do Geopark Araripe/URCA, Yedda Lobo. Às 10 horas, será aberta a mesa sobre Patrimônio Natural: memória e construção, com os professores da URCA, Álamo Saraiva, Idalécio Freitas e Marcelo Moura Fé, diretor executivo do Geopark Araripe. À tarde, serão realizados minicursos e oficinas.

Durante sessão especial, ainda no dia 20, às 18 horas, haverá apresentação do Selo Comemorativo do Geopark Araripe, pelos integrantes do projeto de Design da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Clairton Montenegro, Vanilson Carvalho e professora Fernanda Loss. Em seguida acontecem as mesas de debates com as temáticas sobre: ‘Você tem fome de quê? Economia Criativa e Solidária na região do Cariri’, com representantes da UFCA, Rede de Feiras Agroecológicas e Solidárias e do Geopark Araripe.

Na quarta-feira (21), acontece, durante o dia, as mesas de palestras, abrindo às 8 horas com o tema’ Água, pra quê te quero? Gestão e uso das águas no Cariri?’, ‘Qual o turismo que queremos no Cariri? Perspectivas’, minicurso e oficinas na parte da tarde, e palestra com o tema: ‘Cultura e patrimônio para todas as gerações’, às 19 horas, contando com a presença do cineasta Rosemberg Cariry, e Ana Isabel Cortez e Rubia Micheline, da URCA.

‘Viver de turismo no Cariri dá?’, será o tema da palestra inicia no dia 22, além de ‘O talento nato da arte popular’, fechando à noite, às 19 horas, com a temática ‘Nosso time vai ter os 11: Caldeirão da Santa Cruz e Santa Fé, com a arqueóloga Rosiane Limaverde, da Fundação Casa Grande e Instituto de Arqueologia do Cariri – URCA/IAC/FCG, Alemberg Quindins, da Casa Grande, além da Marcelo Martins, do Geopark Araripe.  À tarde haverá entrega de alimentos e brinquedos no IACC, em Barbalha, e AMA, em Missão Velha, além do dia ‘D’ de doação de sangue, no Hemoce, em Crato.

A semana dedicada aos 10 anos do Geopark Araripe, ainda contará com a programação ‘Geopark no mêi do mundo’, dias 23 e 24, com rotas sendo realizadas por todos geossítios, incluindo na parte leste, pela Colina do Horto e Cachoeira de Missão Velha, com almoço em Barbalha, e visita ao Riacho do Meio, a partir das 14 horas. No dia seguinte, a visitação acontece na parte oeste, no geossítio Ponte Preta, em Nova Olinda, e Pedra Cariri, em Santana do Cariri, passando pelo Museu de Paleontologia, Instituto de Arqueologia e Fundação Casa Grande.

Geopark Araripe: patrimônio da humanidade

Geoparque (ou geopark, em inglês) é uma marca atribuída pela Rede Global de Geoparques/Unesco, a uma área onde sítios do patrimônio geológico (geossítios) representam parte de um conceito notável de proteção, educação e desenvolvimento sustentável (geoturismo e desenvolvimento territorial).

O território do Geopark Araripe está localizado no sul do Estado do Ceará, faz parte da região denominada Cariri, no semiárido Nordeste do Brasil. O GeoPark Araripe está ligado à Urca e foi o primeiro geoparque das américas e hemisfério sul reconhecido pela Global Geoparks Network. É composto por nove geossítios que estão distribuídos em seis municípios da Região do Cariri: Batateiras (Crato), Pedra Cariri e Ponte de Pedra (Nova Olinda), Parque dos Pterossauros e Pontal de Santa Cruz (Santana do Cariri), Cachoeira de Missão Velha e Floresta Petrificada (Missão Velha), Riacho do Meio (Barbalha), Colina do Horto (Juazeiro do Norte).

Fóssil Peixe Romualdo

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Urca

 

 

16.09.2016

Cynthia Cardoso
Jornalista | 1982 JP/CE
85 98877-9710 (oi)
85 99737-9950 (tim)

Expediente imprensa2-01