Campanha de multivacinação começa hoje e prossegue até dia 30

19 de setembro de 2016

No Ceará serão mobilizados 10 mil profissionais de saúde em 2.368 postos fixos de vacinação, até 30 de setembro

A Campanha Nacional de Multivacinação 2016 começou nesta segunda-feira (19) para atualizar a caderneta de vacinação das crianças menores de cinco anos de idade, meninas de nove anos de idade e adolescentes de 10 a menores de 15 anos de idade. No Ceará serão mobilizados 10 mil profissionais de saúde em 2.368 postos fixos de vacinação, até 30 de setembro, com o de mobilização nacional em 24 de setembro. A vacinação será de forma seletiva para a população-alvo e, por isso, não há meta a ser alcançada. Estarão disponíveis durante a campanha as vacinas da rotina previstas no Calendário Nacional de Vacinação. Todas as crianças e adolescentes deverão comparecer a um posto de saúde para que a caderneta de vacinação seja avaliada e o esquema vacinal atualizado, de acordo com a situação encontrada.

“Esperamos superar os números de 2015, porque agora teremos a imunização contra HPV”, observou a secretária-executiva da Secretaria da Saúde do Estado, Lilian Beltrão, no lançamento da campanha de multivação na Unidade de Atenção Primária à Saúde Mariusa Silva Sousa, na manhã de segunda-feira. Em 2015, no Ceará, 401.959 crianças de 0 a 5 anos incompletos foram levadas aos postos de vacinação dos 184 municípios para atualizar a caderneta de saúde da criança. Desse total, 238.998 foram vacinadas e receberam 187.924 doses das vacinas oferecidas. Este ano a campanha incorpora as meninas de nove anos, para imunização contra HPV, e os adolescentes de 10 a menores de 15 anos de idade. “O objetivo do Governo do Estado é proporcionar mais saúde para nossas crianças e adolescentes, mas muitas vezes precisamos do apoio da população”, acrescentou a secretária.

Pais e responsáveis devem levar a caderneta de vacinação da criança e do adolescente para uma avaliação criteriosa da situação vacinal. O Calendário Nacional de Vacinação dispõe de 14 vacinas para as crianças e cinco para os adolescentes. “Não existe ato de maior relevância do que prevenir doenças”, disse a secretária de Saúde de Fortaleza, Socorro Martins, ao reforçar a convocação dos pais e responsáveis para levarem seus filhos aos postos de saúde. “É o momento de reforçar nossas rotinas, momento de deixar todo mundo em dia”, emendou o coordenador de Promoção e Proteção à Saúde da Secretaria da Saúde do Estado, Márcio Garcia. Representante da primeira-dama do Estado, Onélia Leite Santana, a assessora do Programa Mais Infância Dagmar Soares ressaltou que “a vacinação contribui para a redução da mortalidade infantil”, prioridade para o Governo do Estado. “O Programa Mais Infância tem ações muito fortes na área da saúde”, acrescentou ela. “Pelo futuro das nossas crianças com saúde, a vacinação é fundamental”, concluiu.

Mudanças no calendário

Com a campanha de vacinação, o Ministério da Saúde espera a redução das doenças imunopreveníveis no país e diminuir o abandono à vacinação. Em janeiro de 2016, o ministério promoveu alteração no esquema vacinal de quatro vacinas: poliomielite, HPV, meningocócica C (conjugada) e pneumocócica 10 valente. O Calendário Nacional de Vacinação tem alterações rotineiras e periódicas em função de mudança na situação epidemiológica, nas indicações das vacinas ou na incorporação de novas vacinas.

 

rtabela1

rtabela2

19.09.2016

Fotos: Assessoria de Comunicação da Sesa

Assessoria de Comunicação da Sesa
Marcus Sá/ Helga Rackel
(85) 3101.5221/ 3101.5220
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara
Follow @saudeceara Tweet

Expediente imprensa2-01