Polícias Militar e Civil do Ceará atendem a 40 ocorrências relativas ao 1º turno das Eleições 2016

3 de outubro de 2016

O balanço das ocorrências atendidas pelas Polícias Civil e Militar, durante a realização do 1º turno das Eleições 2016, no Ceará acumulou 40 procedimentos criminais, entre prisões e termos circunstanciais de ocorrência (TCO), no Estado do Ceará, da meia noite de sábado (1) às 23h59min deste domingo (2). Ao todo, o plano de segurança elaborado pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) mobilizou mais de seis mil profissionais da segurança pública, além dos órgãos que também foram parceiros durante o pleito, como o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército Brasileiro, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC), Guarda Municipal de Fortaleza e Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma).

O pleito foi marcado por poucas ocorrências, sendo o crime de boca de urna, com a distribuição de material de campanha, o mais praticado. De acordo com o secretário de Segurança do Ceará, Delci Teixeira, as ações de segurança saíram como planejado. “O trabalho desenvolvido pelas forças de segurança que atuaram durante as eleições deste ano transcorreu como planejado. A julgar pelo número de ocorrências registradas, podemos dizer que as eleições do 1º turno foram um sucesso, graças às ações de prevenção de ilegalidades”, resume o secretario.

No Ceará, cerca de 6,3 milhões de eleitores foram às urnas para exercer seu direito ao voto em 6.857 locais de votação. Na Capital, o Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) funcionou a partir das primeiras horas do domingo, reunindo representantes dos vários órgãos de segurança pública e da Justiça Federal, para acompanhar o processo eleitoral e o andamento das ocorrências em todo o Estado. Em campo, a Polícia Militar atuou para coibir a prática de crimes eleitorais, enquanto que Polícia Civil realizava o apoio à Polícia Federal no registro das ocorrências.

O Corpo de Bombeiros, a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) contribuíram para o sucesso do plano de segurança. Durante o funcionamento do Centro de Controle, foram realizadas videoconferrências com oficiais da PM e delegados da PC e da PF nos municípios de Juazeiro do Norte, Sobral, Quixadá e Russas para que o acompanhamento das ações desenvolvidas no interior do Estado se dessem em tempo real.

Para o superintendente da Polícia Federal no Ceará, Del. Delano Serqueira Bunn, o sucesso do pleito se deve à parceria firmada entre os órgãos que trabalham para garantir aos cidadãos o direito ao voto. “Quero agradecer a parceria. A Polícia Federal jamais conseguiria fazer esse trabalho sem o apoio de todos fazem a segurança pública aqui no Estado. Esse foi, sem dúvida, um esforço conjunto”, frisou.

Ocorrências

Durante as 24 horas deste domingo, foram atendidas pelas Polícias Civil e Militar 40 ocorrências relacionadas às eleições no Estado. Ao todo, 13 pessoas foram presas, onze delas por corrupção ativa. A maior parte das ocorrências foi registrada na Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11), nos municípios de Brejo Santo, Campos Sales, Crato, Farias Brito, Nova Olinda e Juazeiro do Norte, incluindo quatro prisões por compra de voto. Em Jaguaribe (AIS 10), a Polícia Militar prendeu três pessoas com material de campanha, talões de cheques em branco, números de contas bancárias e um comprovante de saque no valor de R$ 15.000,00. Houve ainda a prisão de um homem suspeito de transportar dez eleitores em uma caminhonete, em Brejo Santo (AIS 11). Duas pessoas também foram presas por compra de voto: um, em Acarape (AIS 13), e outra, em Quixadá (AIS 15). Em Saboeiro (AIS 12), um homem foi preso com arma, munição e R$ 21.300,00, em espécie. O motorista de um candidato foi preso por porte ilegal de arma, em Pacoti e, por fim, um homem foi preso por corrupção ativa e boca de urna, em Palmácia (AIS 13).

Outras 27 ocorrências também foram acompanhadas pelos agentes de segurança no Estado. Foram realizados 18 TCOs pelo crime de boca de urna, com a apreensão de material de campanha de diversos candidatos a prefeitos e vereadores. Duas pessoas foram conduzidas para a delegacia após serem flagradas consumindo bebida alcoólica: uma, no Crato (AIS 11) e outra, em Maracanaú (AIS 8). Em uma ocorrência no bairro Vila Velha, em Fortaleza (AIS 1), duas pessoas foram autuadas no crime de retenção de documentos, após serem flagradas com títulos de eleitores de terceiros. Foram instaurados dois TCOs por uso de alto-falantes e amplificadores de som com músicas de candidatos. Os casos aconteceram em Caucaia (AIS 7), quando uma mulher foi levada à Delegacia Metropolitana e teve o veículo apreendido, e, em Iguatu (AIS 16), onde três pessoas foram conduzidas à Delegacia Regional e tiveram seus carros apreendidos. Houve ainda dois procedimentos realizados por resistência, em Fortaleza (Benfica e Mondubim). Em Maracanaú, um homem foi conduzido à delegacia por desacato. Na AIS 16, no município de Jucás, um homem teve o carro apreendido, após suspeita de transporte irregular.

03.10.2016

Assessoria de Comunicação da SSPDS
Kélia Jácome
kelia.jacome@sspds.ce.gov.br / (85) 3101.6517

Expediente imprensa2-01