Inscrições abertas para seminário sobre mortalidade neonatal

6 de outubro de 2016

Reduzir ainda mais a Taxa de Mortalidade Infantil (TMI) no Ceará está no foco do seminário Mortalidade Neonatal: desafios da atenção à saúde da criança, que a Secretaria da Saúde do Estado realiza com o apoio do Gabinete da Primeira-Dama do Estado, Onélia Leite Santana, das 8 às 17 horas da quinta-feira, 13 de outubro, no Hotel Plaza Suítes, Rua Barão de Aracati, 94, Praia de Iracema, em Fortaleza. O seminário vai promover a discussão junto aos profissionais dos três níveis da atenção à saúde sobre a situação epidemiológica da mortalidade neonatal no Estado e as estratégias para a sua redução. As inscrições estão abertas até segunda-feira, 10 de outubro, para representantes dos bancos de leite humano, UTIs neonatais, UCIs, Coordenadorias Regionais de Saúde (Cres), coordenações municipais e profissionais de saúde da atenção primária. Para fazer as inscrições, clique aqui.

Atualmente, as afecções perinatais representam a principal causa de mortalidade neonatal e infantil no Brasil e no Ceará, além de responderem por cerca de 50% das mortes de menores de cinco anos. Segundo um levantamento do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), no Brasil, do total de mortes de crianças com menos de um ano, 69,3% ocorrem no período neonatal e 52,6%, na primeira semana de vida. A situação da mortalidade infantil no Ceará acompanha o contexto nacional, destacando a inversão proporcional dos seus componentes da mortalidade infantil, em que o risco de morte de crianças maiores de 27 dias (óbitos pós-neonatais) apresenta redução e o risco de morte de crianças menores de 28 dias (óbitos neonatais) passa a representar quase a totalidade dos óbitos em menores de um ano de idade, chegando a representar 70,1% dessas mortes, no ano de 2016.

A taxa de mortalidade infantil por mil nascidos no Ceará diminuiu de 18,1 em 2006 para 12,0 em 2015. No ano passado foram notificados 1.586 óbitos infantis. Em parceria com o Ministério da Saúde e os municípios, a Secretaria de Saúde do Estado desenvolve ações para a redução do componente neonatal da TMI, como o Projeto QualificaSUS que objetiva a reorganização da Rede Materno Infantil, o reforço da qualidade no pré-natal e na assistência ao parto, além da expansão das UTIs neonatais.


Inscreva-se aqui

Serviço:

Seminário Mortalidade Neonatal: Desafios da Atenção à Saúde da Criança

Data:13 de outubro de 2016
Local: Hotel Plaza Suítes – Rua Barão de Aracati, 94, Praia de Iracema
Horário: 8 às 17 horas

Mais informações com o Núcleo de Saúde da Mulher, Adolescente e Criança (Nusmac/Copas/Sesa), responsável pelo curso. (85) 3101.5201/ 3101.5282/ 3101.5193/ gtcrianca.saudece@gmail.com

06.10.2016

Assessoria de Comunicação da Sesa
Marcus Sá / Helga Rackel ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5221 / 3101.5220 )
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Expediente imprensa2-01