Semace flagra cativeiro ilegal de aves em Capistrano

11 de outubro de 2016

Após receber uma denúncia, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), por meio da sua Diretoria de Fiscalização (Difis), encontrou um cativeiro ilegal de pássaros silvestres, no município de Capistrano. No local, os fiscais ambientais acharam nove aves, sendo quatro galos campina e cinco bigodeiros. A multa aplicada foi de R$ 4.500 pela posse irregular dos animais. Como houve uma tentativa do responsável de dificultar o trabalho da fiscalização, ele também será multado em R$ 5 mil.

O diretor de Fiscalização da autarquia, Tiago Bessa, informou que a ação ocorreu entre os dias 3 e 7 de outubro, período em que a Semace promoveu fiscalizações rotineiras em criadores cadastrados no Sistema Informatizado de Gestão da Criação de Passeriformes (SisPass) e atendeu a denúncias formalizadas através do Disque Natureza (0800-275-2233).

Como resultado do trabalho, mais duas pessoas foram autuadas por estarem com aves em seu plantel em desacordo com o estabelecido pela legislação. Em um dos casos, o criador estava de posse de um curió com anilha (espécie de anel que identifica a legalidade da ave) falsa. Na ocasião, foi emitida uma multa no valor de 500 reais e o animal apreendido.

Na outra ocorrência, o responsável pelo criatório foi flagrado com dois filhotes de pintassilgo adquiridos de um terceiro criador que havia informado no SisPass que os pássaros eram oriundos de uma ninhada de seis, biologicamente impossível, o que caracterizou a irregularidade. A multa levou em consideração todo o plantel do criador, consistindo em quatro bicudos, ave que consta em lista de espécies ameaçadas de extinção, dois papacapins coleira e um curió, ficando em R$ 22.500.

Ao todo, a Semace fiscalizou seis criadores durante a semana e apreendeu 12 pássaros. As aves foram encaminhadas para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama, em Fortaleza. Posteriormente, aqueles que tiverem condições de voltar à natureza serão soltos. Os agentes do Ibama acompanharam os fiscais da Superintendência nos trabalhos.

Devolução voluntária

A Semace recomenda aos cidadãos que possuem animais silvestres adquiridos em locais não autorizados a devolverem para a autarquia ou ao Ibama. Essa ação voluntária evita do responsável ser autuado pela posse irregular. A multa para cada animal é de R$ 500, chegando a R$ 5 mil se ele constar em listas de animais ameaçados de extinção. Os interessados podem ligar para o telefone (85) 3254-3083 ou se comunicar através do e-mail atendimento.fauna@semace.ce.gov.br.

11.10.2016

Fhilipe Augusto
Assessor de Imprensa da Semace
(85) 3101-5554/ 98605-9501/ 99646-4889
comunicacao@semace.ce.gov.br