Projeto Corre Pra Vida passa a oferecer oficinas de pintura aos usuários

20 de outubro de 2016

A oferta de atividades culturais e lúdicas contribui, fortemente, para a prevenção às drogas e a redução do uso de entorpecentes, além de favorecer o processo de ressocialização do dependente químico. Com esse foco, a Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD), através da equipe de profissionais do Projeto Corre Pra Vida, passa a oferecer oficinas de pintura para pessoas em situação de rua ou em outros contextos de vulnerabilidade social.

A primeira oficina aconteceu esta semana, alcançando boa receptividade junto aos beneficiários. Com telas, tintas e pincéis à mão oferecidos gratuitamente, muitos soltaram a imaginação e criaram bonitos trabalhos caracterizados pela abundância de cores e a expressão de sonhos. Outros preferiram transferir para a tela seu desejo de superação e mudança de vida. 

A atividade foi realizada junto ao ponto de acolhimento e abordagem (contêiner) do projeto, localizado na área denominada de Oitão Preto, no Centro de Fortaleza, junto à Santa Casa de Misericórdia. De acordo com a gerente técnica do Corre Pra Vida, Andréa Autran, a oficina terá periodicidade regular. Ela destaca que a SPD pretende oferecer novas oficinas, incluindo também estratégias nas áreas de saúde e assistência social, além de ações artísticas e culturais, visando estimular a socialização, interação, (re) construção e (re) inserção social.

Inspirado no Ponto de Cidadania, desenvolvido em Salvador-BA, o Corre Pra Vida foi implementado em Fortaleza pela SPD a partir de novembro do ano passado, com o objetivo de beneficiar a população em situação de rua ou em outros contextos de vulnerabilidade social. Somente no primeiro semestre de 2016, foram realizados mais de 20 mil atendimentos.

O projeto se efetiva através do ponto de acolhimento (contêiner), com sanitário e chuveiro; e a oferta de kits de higiene e saúde; o encaminhamento e acompanhamento do usuário para a rede de atenção, conforme a demanda apresentada; bem como ações de campo com a utilização de uma unidade móvel, realizando abordagens nas ruas e em cenas de uso de drogas, com orientações de redução de danos. O contêiner fica aberto de segunda a sábado, das 8 às 17 horas.

Atualmente, a equipe do Corre Pra Vida – formada por psicólogos, assistentes sociais, enfermeira, redutores de danos, motoristas e serviços gerais – atua em 15 áreas da capital, com foco maior no Centro de Fortaleza, onde se concentra a maior parte do público-alvo do projeto.

20.10.2016

Fernando Brito
Repórter

Daniela Negreiros
Assessora de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 3238.5090 / 98902.7939 – comunicacao@spd.ce.gov.br / daniela.negreiros@spd.ce.gov.br

www.spd.ce.gov.br
Facebook: spdceara
Twitter: @spdceara

Expediente imprensa 10out-01